Now Reading:
A festa de Cabral, Cavendish e secretários em Paris

A festa de Cabral, Cavendish e secretários em Paris

A festa no restaurante: na foto de baixo, Sérgio Cortes, Cavendish, um amigo e Wilson Carlos - extraída do Blog do Garotinho

O ex-governador Anthony Garotinho publicou com exclusividade na tarde desta sexta, 27, em seu blog, fotos inéditas de festas e momentos de descontração do governador Sérgio Cabral (PMDB), seu adversário, com secretários e o dono da Delta Construções, seu amigo Fernando Cavendish.

Numa das fotos, eles aparecem com as toalhas de mesas enroladas nas cabeças, dentro de um luxuoso restaurante, comemorando. Em outra, imitam a dança da “boquinha da garrafa”, segundo relatou a Garotinho sua fonte.

Entre os presentes nas farras pelas ruas de Paris estão flagrados nas fotos o chefe da Casa Civil do governo, Régis Fichtner – responsável pelas auditorias dos contratos da Delta no governo – o secretário de Saúde, Sérgio Cortes, e secretário de Governo, Wilson Carlos, e amigos.

O blog do político não informou as datas das fotos. Assim , não é possível confirmar se havia agenda oficial ou não. E há um mistério: para alguém tão próximo do grupo ter dado o material a Garotinho, é porque mudou de lado.

Em nota, o governo do Rio informou: “Com relação a fotografias veiculadas na Internet nesta sexta-feira (27/04) que mostram o Governador Sérgio Cabral e secretários de Estado em Paris, o Governo do Rio de Janeiro informa que: Em missão oficial à França realizada nos dias 14 e 15 de setembro de 2009, o Governador Sérgio Cabral participou do lançamento do ‘Guia Verde Michelin Rio de Janeiro’, na Embaixada do Brasil em Paris; participou de encontros de trabalho para a então campanha pelas Olimpíadas de 2016 no Rio; e fez palestra na Câmara de Comércio Brasil-França para investidores franceses. Entre os seus compromissos oficiais, o Governador recebeu, no dia 14, a condecoração máxima do Governo da França: a Légion d’Honneur, no Senado daquele país. Coube ao Presidente do Senado francês, Gerard Larcher, fazer a entrega”.

4 comments

  • Jack S de S

    O Conto das Cocadas.

    Era uma vez, um menino pobre, filho de um pedreiro e de uma parteira, que vendia as cocadas feitas por sua mãe, nas ruas da cidade de Saquarema, além de pedir esmolas aos turistas, para ajudar no sustento de sua família. Até que um dia, ao experimentar uma de suas “cocadas”, recebeu a visita de um ser que brilhava, em forma de mulher, que se apresentou como a Fada das Cocadas. Ela disse para aquele menino de 11 anos: “Paulo Cocada, você será o rei de um palácio na Capital da Guanabara”. Espantado com a anunciação, ele perguntou àquele ser de alucinação, a Fada das Cocadas, o que deveria fazer para se tornar um rei. Então a Fada lhe disse: você precisa ir à Capital, irás viver nas ruas, aprenderás todas as malandragens e falcatruas do mundo cão, serás recolhido para abrigo de menores abandonados, conhecerá o lado mais sombrio e obscuro da alma humana, aprenderá que moral e princípios só atrapalham quem quer ser poderoso. Quando tua alma e teu corpo já calejados pelas agruras dos necessitados, irá trabalhar em uma agência de carros, toparás participar em todas as maneiras de ludibriar clientes otários. Até que fará amizade com os servos de um órgão público, que cuida do emplacamento obrigatório dos carros, chamado DETRAN. Lá você aprenderá a ganhar dinheiro fácil, apenas preenchendo formulários e desembaraçando problemas criados pelos seus sócios funcionários e “esquentando” documentos “frios”. Chegarás a ter 50 funcionários no escritório, que serás dono, e quando já fores rico, serás candidato a vereador aqui em Saquarema, só por dois anos, pois já poderás se tornar deputado na eleição seguinte. Quando no Palácio da ALERJ estiver, faça alianças, revenda tua alma já tantas vezes vendida e chegarás a Presidente do Palácio Tiradentes.

  • Hipólito da Costa

    Não vejo a hora do nome do deputado estadual Paulo Melo entrar nessa podridão toda. Vâmo cavucar aí gente! Nessa ‘merdança’, com certeza o ‘paulinho lexotan’ tá atolado até o pescoço.
    Onde há fumaça, há fogo!
    Onde há Delta, há Oriente!

  • Aparício Fernando

    O governador do Rio, Sérgio Cabral, tá com aquilo apertadinho, apertadinho. As águas do ‘cachoeira’ estão descendo e já estão chegando ao sul maravilha. Do Cavendish, da Delta, para o Sérgio Cabral é só um pulinho. Vai acabar sobrando até para o presidente da ALERJ, deputado Paulo Melo. Haja vaselina…

  • […] do ‘Guia Verde Michelin Rio de Janeiro’, na Embaixada do Brasil em Paris; participou de encontros de trabalho para a então campanha pelas Olimpíadas de 2016 no Rio; e fez palestra na Câmara de […]

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.