Brasília -
loader-image
Brasília, BR
1:19 pm,
temperature icon 28°C
nuvens dispersas
Humidity 47 %
Wind Gust: 0 Km/h
18 de abril de 2024 - 13:19h
Parceiros
Brasília - 18 de abril de 2024 - 13:19h
loader-image
Brasília, BR
1:19 pm,
temperature icon 28°C
nuvens dispersas
Humidity 47 %
Wind Gust: 0 Km/h
Parceiros

Cuba oferece aos EUA porto de Mariel, construído pelo Brasil

#compartilhe

O Porto de Mariel, A nova ‘Jóia do Caribe’ – como classificam os cubanos capitalistas – construído com financiamento do governo brasileiro, que também doou R$ 240 milhões (!) para a obra, foi oferecido pelo presidente Raúl Castro para operação dos americanos, conforme reportagem do Clarin.

Os dois países dão como certo o fim do embargo dos Estados Unidos nos próximos anos. Na última sexta, o diretor da Câmara de Comércio Americana, Thomas Donohue, visitou Mariel com séquito de grandes empresários norte-americanos, e ouviu a proposta de parceria do presidente Raúl Castro.

A proposta de parceria surge em meio à polêmica no Congresso sobre o investimento do governo brasileiro, com financiamento do BNDES, para a construção do porto pela Odebrecht. Mais ainda porque o Ministério do Desenvolvimento Econômico repassou R$ 240 milhões a fundo perdido para obras, na gestão de Fernando Pimentel. O contrato é sigiloso por 30 anos (leia aqui).

Mariel, construído pela Odebrecht, tem capacidade para operar 9 mil containers/dia e para receber os meganavios pos-Panamax. É muito superior aos portos brasileiros.

OLHOS DE ÁGUIA

A Câmara Americana é entidade privada que reúne mais de 1 milhão de empresas dos EUA, insaciáveis exportadores e importadoras de olho no porto. Uma das empresas patrocinadoras da empreitada de semana passada foi a americana Cargill, que tem unidade em Cuba.

QUASE LÁ

Os americanos pressionam o presidente Barack Obama pelo fim ao embargo. Um abaixo-assinado com 50 assinaturas de grandes empresários e artistas chegou à Casa Branca.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.