Now Reading:
A saída de Sérgio Cabral

A cúpula do PMDB foi avisada de que o governador do Rio, Sérgio Cabral, vai deixar o cargo dia 31 de Dezembro. Nem tão cedo para conotar que tenha cedido à pressão dos manifestantes, nem tão tarde para acionar seu plano: colocar na vitrine o vice, Luiz Fernando Pezão, seu candidato à sucessão. A transmissão do cargo será dia 1º de Janeiro. Com a caneta na mão, Pezão vai rodar o estado para ficar conhecido. Cabral pretende concorrer ao Senado. A assessoria do governador preferiu não se pronunciar.

PAES. Eduardo Paes continuará na prefeitura. Seria risco deixar o cargo para o vice do PT, que usaria a máquina para apoiar o eventual adversário de Pezão, Lindbergh Farias.

Leia a íntegra da coluna nos jornais (ao lado)

2 comments

  • Bárbara Raquel

    O Sérgio Cabral pode não terminar o mandato dele, mas pra mim ainda foi o melhor governador que já passou por aqui.

  • Yunes Fadel

    Sem segundas intenções, mas fica a dúvida:
    “A cúpula do PMDB foi avisada de que o governador do Rio, Sérgio Cabral, vai deixar o cargo dia 31 de Dezembro.”

    Avisada por quem?

    Meu Comentário:
    Concorrendo ao Senado depois disso tudo e ainda próximo à postura que teve diante dos inúmeros manifestos esse ano… Eu só quero ver qual e que tipo de óleo de peroba que ele vai embebedar essa cara inchada para gastar milhões em propaganda cavilosa.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.