Now Reading:
Bezerra, de aliado de Dilma a líder de Bolsonaro

Bezerra, de aliado de Dilma a líder de Bolsonaro

Investigado na Operação Lava Jato, ex-ministro de Dilma Rousseff, grande aliado local do PT em Pernambuco, o senador Fernando Bezerra é o maior milagre da metamorfose política atual: passou do PSB para o MDB e, neoaliado do presidente Jair Bolsonaro, chegou cobrando a conta.

Além de apadrinhar indicado para a procuradoria da Agência Nacional de Mineração – que cuidará das punições para Samarco e Vale – pediu e foi nomeado líder do Governo no Senado. Bezerra de Ouro, como já é chamado nos corredores, é o maior mistério da base governista.

O senador é suspeito de ter intermediado repasses milionários de empreiteiras para a campanha de Eduardo Campos à Presidência em 2014. O processo está em 1ª instância.

Não bastasse a entrada meteórica no Governo, o senador ganhou aliados de peso como os ministros Onyx Lorenzoni, da Casa Civil. Teresa Cristina (Agricultura), Gustavo Canuto (Desenvolvimento Regional) e Tarcísio Freitas (Infraestrutura) são outros ‘padrinhos’ do senador Bezerra na Liderança.

Mas há resistência forte nos bastidores. O ministro da Justiça, Sérgio Moro, que comandou a Lava Jato, é o maior insatisfeito com o poder adquirido por Bezerra no Governo. Porém permanece calado.

Bezerra também enfrentou resistências do núcleo militar – contrário ao seu nome por causa da investigação – e de parlamentares do PSL que desejavam o cargo.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.