Now Reading:
Briga de partidos acelerou trocas na Petrobras

Briga de partidos acelerou trocas na Petrobras

Da coluna deste sábado, 28

Foi decisão da presidente Dilma Rousseff afastar da direção da Petrobras os apadrinhados do PMDB, PP e até do PT.  Ela descobriu que a ingerência política cada vez maior atrapalhava a gestão. Renato Duque (Serviços), co-cunhado de José Dirceu e da corrente Construindo um Novo Brasil do PT, causou racha na legenda. Paulo Roberto Costa (Abastecimento) chegou pelo PP, mas gerou atritos deste com o PMDB ao buscar respaldo dos senadores Renan Calheiros (AL) e José Sarney (AP). Ciente de que sairá, Jorge Zelada (Internacional), da cota do PMDB, enviou para Brasília o subordinado Sócrates José Marques para prospectar seu nome junto a senadores.

A presidente da Petrobras, Graças Foster, não ligou para nenhum padrinho e cumpriu o papel: avisou aos diretores. Pela gestão, é lembrada como Dilma 2.0

Leia a íntegra da coluna nos jornais

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.