Brasília -
loader-image
Brasília, BR
10:27 am,
temperature icon 24°C
nublado
Humidity 69 %
Wind Gust: 0 Km/h
16 de abril de 2024 - 10:27h
Parceiros
Brasília - 16 de abril de 2024 - 10:27h
loader-image
Brasília, BR
10:27 am,
temperature icon 24°C
nublado
Humidity 69 %
Wind Gust: 0 Km/h
Parceiros

Cachoeira comprou avião com dinheiro da Delta

#compartilhe

O contraventor Carlos Cachoeira comprou em 2010 um avião nos Estados Unidos com dinheiro da Delta Construções, que financiou a sua empresa fantasma Alberto & Pantoja (A&P). Para cobrir o preço de R$ 1,1 milhão, a A&P repassou R$ 1.011.000,00 à MAPA Construtora, do irmão de Cachoeira, empresa que aparece como dona do avião. O bimotor Baron hoje está em nome do empresário Rossine Aires Guimarães, apontado como um dos sócios ocultos de Cachoeira. Cobrado pela CPI, Rossine ainda não apresentou comprovantes de pagamento.

A MAPA se complica no contrato de venda para Rossine: a data é de 11 de agosto de 2010. Mas o avião só foi comprado por Cachoeira em Setembro, quando chegou ao Brasil. Dados da própria Anac anexados ao contrato de venda, em mãos da coluna, indicam o conflito de informações. O senador Randolfe (PSOL-AP) vai apresentá-los na CPI.

A A&P fez três depósitos para cobrir o valor de R$ 1,1 milhão do bimotor. A triangulação das transações indica que o contraventor foi sócio oculto da Delta no Centro-Oeste.

Como revelou a coluna dia 17 de Agosto, foi esse o avião que Cachoeira ofereceu para buscar o então senador Demóstenes Torres e o ministro Gilmar Mendes (STF) no Aeroporto de Cumbica, em 2010, viagem que não ocorreu. A A&P ainda pagou dois pilotos da FBO, contratada por R$ 23.791,12, para o traslado Miami-Goiânia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.