Now Reading:
Caciques do PT admitem, internamente, ser difícil virar contra Bolsonaro

Caciques do PT admitem, internamente, ser difícil virar contra Bolsonaro

A seis dias do segundo turno das eleições presidenciais, caciques petistas esmiúçam as pesquisas de intenções de voto e reiteram ser praticamente impossível reverter o cenário de clara e iminente derrota nas urnas.

Além dos 18 pontos percentuais, em média, que distanciam Jair Bolsonaro (PSL) de Fernando Haddad (PT), outros dados mostram que há poucas chances de mudanças na tendência do eleitorado brasileiro.

Na pesquisa CNT, por exemplo, divulgada ontem em Brasília, 91% dos entrevistados disseram que consideram a decisão de voto em Bolsonaro como “definitiva”. As últimas pesquisas também apontam que a aposta do PT em reverter votos de indecisos não vingou.

Mais de 74% dos entrevistados, conforme a sondagem CNT, disseram ter expectativa de que Bolsonaro vença as eleições; apenas 14% citaram Fernando Haddad.   

Em tempos de redes sociais, um dado da pesquisa chama a atenção: quase 80% dos entrevistados disseram que viram ou ouviram o horário eleitoral. Sobre o candidato que está apresentando melhor programa, 40% responderam Jair Bolsonaro e 36%, Fernando Haddad.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.