Now Reading:
Câmara quase vive dia de MMA

Inocêncio - operação-abafa dos assessores de ambos os lados

Um impasse quase resultou ontem numa denúncia pela Lei Maria da Penha dentro do próprio Congresso. A vice-presidente da Câmara, Rose de Freitas (PMDB-ES), e o deputado Inocêncio de Oliveira (PR-PE) se estranharam na Mesa por causa do imbróglio entre manter ou encerrar a sessão à tarde. Num ato impulsivo, Inocêncio teria dado um empurrão no braço de Rose. Ela chamou um assistente para testemunhar e estava disposta a denunciar o parlamentar à Corregedoria da Casa, mas o assessor se recusou.

Blindagem total

Procurados insistentemente pela coluna durante o dia, os deputados Inocêncio e Rose calaram. Não quiserem mais tocar no assunto. O assistente está acuado e teme reações.

Tudo teria sido causado por um desencontro de informações da Primeira Secretaria sobre a ordem do dia, e os dois apareceram para comandar a sessão.

Após a suposta agressão, Rose pensou até fazer corpo de delito e processar o parlamentar, mas teve uma operação abafa tanto dela quanto de Inocêncio, envolvendo ainda os assessores.

No calor do incidente, a testemunha que Rose consultou para abrir um processo é um poderoso chefão na Câmara, que presenciou a cena, e descartou na hora se envolver no caso.

Leia a íntegra da coluna nos jornais (ao lado)

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.