Now Reading:
Cigarros são o novo filão do crime organizado no Rio

Cigarros são o novo filão do crime organizado no Rio

As autoridades de segurança do Estado do Rio de Janeiro – Gabinete de Intervenção, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal – descobriram o filão do negócio do roubo de cargas no Estado. Os bandidos estão focados nas cargas de cigarros produzidos no Brasil e no Paraguai que chegam à capital e região metropolitana. Informações ainda reservadas dão conta de que as organizações criminosas estão investindo tanto no tráfico de drogas quanto no contrabando lucrativo de cigarros, em especial do país vizinho.

O maior fabricante de cigarros do Paraguai é o presidente Horácio Cartes, que deixa o Governo nesta semana para o aliado Mário Abdo. Produtos de Cartes entram fácil no Brasil, muitos deles sonegados.

Sai governo, entra presidente, o problema é sempre o mesmo. Por mais que a PF e Receita façam sério trabalho na fronteira, a camaradagem entre os palácios atrapalha.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.