Now Reading:
CVM faz vista grossa sobre saída de Parente durante operação das Bolsas

CVM faz vista grossa sobre saída de Parente durante operação das Bolsas

O anúncio de Pedro Parente sobre a saída da presidência da Petrobras durante o dia na última sexta-feira (1) atropelou as praxes do mercado e abriu desconfiança para todos os lados.

Questionados pela Coluna, o Palácio do Planalto silenciou e a Petrobras desconversou.

Mas o fato de ter aberto sua demissão enquanto a Bovespa e a Bolsa de Nova York operavam os pregões fez a petroleira perder mais de R$ 50 bilhões em valor de mercado, e as ações despencarem a ponto de as Bolsas interromperem a negociação.

Procurada pela Coluna, a Comissão de Valores Mobiliários avisou que acompanha o cenário e ainda não foi provocada para investigar o porquê de Parente não esperar o fechamento dos pregões, como a regra da praça.

Na semana passada, as ações da Petrobras oscilaram diante do desencontro de informações sobre a permanência de Parente à frente da Petrobras. Houve queda brusca no valor da ação, a ponto de o Governo garantir, na figura do chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, que o presidente da Petrobras ficaria no cargo. E houve nova alta.

Memória

No feriado de quinta-feira, Parente e o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, se reuniram em São Paulo. A decisão saiu no fim da noite e Parente avisou ao presidente Michel Temer.

Na sexta passada a Petrobras pagou R$ 652,2 milhões em dividendos, após três anos de prejuízos e sem distribuir lucros. Muitos acionistas estrangeiros também ganharam  – confira aqui matéria da Coluna.

 

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.