Now Reading:
Deputado preso é substituído em comissão especial após denúncia de policiais militares

O deputado João Rodrigues (PSD-SC), que está preso desde fevereiro,
foi substituído nas discussões sobre o novo Código Penal. O líder do
PSD, Domingos Neto, optou pela retirada do deputado da comissão
especial após policiais federais denunciarem a presença de processados
e condenados pela Justiça nas discussões do novo Código.

O vice-presidente da Federação dos Policiais federais (FENAPEF),
Flávio Werneck, afirma que o deputado estava trabalhando na alteração
de um instituto que poderia beneficia-lo. De acordo Flávio Werneck,
apesar dos pontos positivos do PL (como a condenação em segunda
instância), existe uma controvérsia “Do jeito que está a proposta de
reforma, se tivéssemos aplicação dela hoje não teríamos operações como
a Lava Jato, Acrônimo, porque ela dificulta as investigações”.

A substituição ainda não é oficial, apesar disso é improvável a
participação do deputado na próxima reunião do colegiado, nesta quarta
feira. O Conselho de Ética se reuniu hoje (24) para discutir a
cassação do mandato de Rodrigues, que terá um prazo de dez dias para
defesa caso a decisão não seja favorável.

O deputado foi condenado em 2009 a cinco anos e três meses em regime
semiaberto, mas foi preso apenas em fevereiro desse ano. Rodrigues
teve seu pedido para trabalhar durante o dia na Câmara negado no
último dia 12.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.