Now Reading:
Desperdício a jato no Aeroporto de Brasília

Desperdício a jato no Aeroporto de Brasília

Duraram pouco os chamados puxadinhos que a Infraero construiu no Aeroporto JK, em Brasília, para ampliar o desembarque internacional. Eram dois: Um deles foi usado apenas três meses. O jeitinho paliativo causou um desperdício a jato para o governo de R$ 3,5 milhões, e a obra fora tocada mesmo com a previsão do edital de concessão. A nova administradora, a Inframérica, derrubou os pré-moldados e iniciou a construção de amplo terminal para embarque e desembarque.

HUM, TÁ.. A assessoria da Infraero informou que os custos do terminal provisório foram cobertos pela concessionária ao assumir o aeroporto. Mas não explicou se poderiam ser evitados.

ALÔ, MINISTRO!

Já no Aeroporto Internacional do Rio, o Galeão, a mando do governo, a Infraero continua a reforma para entregar de presente a concessão do aeroporto.

CANTEIRO AIR. Leitor flagrou um amontoado de ferros, móveis, sucatas e lixo na cobertura do Terminal 1 do Galeão, com risco de foco de dengue. Veja foto no site.

Leia a íntegra da coluna nos jornais (ao lado)

 

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.