Now Reading:
Esplanadeira – Pela reforma ética

Arte de Guto Cassiano, extraída do blog lilicarabinabr.blogspot.com

A reforma política que nós, eleitores cidadãos , gostaríamos de ver. Poucas das ideias abaixo se concretizam em projetos que tramitam a muito custo no Congresso, sem sucesso.

Fim da vaga de suplente para senador. Se cargo vago, independentemente do motivo, haveria nova eleição no estado. Assim, não veríamos episódios de troca de favores entre políticos. Ou empresários milionários bancando a eleição dos titulares para depois tirar uma ‘casquinha’ de quatro meses de mandato na Casa Alta,  apenas por status ou para se cacifar politicamente na base. Hoje temos 18 suplentes no Senado alçados ao cargo sem um voto sequer. Detalhe: os que passam por ali por licença de quatro meses dos titulares ganham direito a plano de saúde.

Fim do foro privilegiado para todos os mandatários. Como todo cidadão, se alvo de inquérito, o político estaria sujeito a julgamentos nos tribunais e cortes superiores. Assim, muitos pensariam antes de se candidatar a cargos eleitorais apenas para fugir da polícia e da cadeia.

Mandato fixo – Fim das trocas de cargos para os mandatários. Ou seja, deputado é deputado até o fim do mandato, assim como senador é senador, vereador é vereador. Colocaríamos assim fim na farra de acordos políticos feitos a quatro paredes, sobre deputado ou senador se tornar ministro ou secretário de governo, e pagos pelo Congresso (!)

Se apenas esses itens supracitados fossem realizados, já teríamos uma grande reforma política. Fidelidade partidária, voto distrital ou em lista e financiamento público seriam detalhes a tratar, mas necessários também. O importante é começarmos pela reforma ética.

A sessão Esplanadeira é publicada todos os domingos nesta coluna, com artigos, ou fotos, ou pensatas do repórter. 

1 comment

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.