Brasília -
Brasília, BR
13°C
céu limpo
12 de agosto de 2022 - 3:46h
Rádios parceiras
Brasília - 12 de agosto de 2022 - 3:46h
Brasília, BR
13°C
céu limpo
Rádios parceiras

Fogueira julhina no Senac DF: documentos destruídos e funcionários cercados

Foto: Divulgação/Fecomércio
#compartilhe

As fogueiras das festa juninas entraram em julho bem aquecidas nas salas do Senac-DF – com queima de arquivos

Um estagiário recebeu ordem de triturar vários documentos da área contábil da instituição há dias. Muitos originais. Funcionários denunciam o que seria queima de arquivo de provas de possíveis irregularidades da atual gestão.

Isso aconteceu depois de a Coluna citar que a Câmara dos Deputados pretende investigar o Senac-DF, comandado por Karine Câmara, após contrato com pedido de troca do plano de saúde dos 700 funcionários chamar a atenção. De acordo com o documento, o gasto mensal passará de R$ 490 mil para quase R$ 1 milhão. Contrariando as boas práticas de gestão, o processo foi emergencial, sem licitação.

Funcionários foram chamados em reuniões fechadas e ameaçados a não contarem o que sabem. Já o Senac-DF informa que tem “procedimento padrão de descarte de materiais que não demandam arquivamento”, e “sem validade fiscal”. E a CNC, de olho em tudo, não quer colar nisso: crava que cada regional tem sua autonomia para gestão.

“A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) reitera que as Federações do Comércio têm autonomia de gestão por meio de seus presidentes e diretorias eleitas, o que inclui as administrações regionais do Sesc e do Senac. A CNC também reforça que Karine Câmara é diretora regional do Senac-DF, não tendo vínculo funcional ou relação direta de subordinação com o presidente da CNC.”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.