Now Reading:
Governo vai recuar sobre Seguro Desemprego e Abono

Governo vai recuar sobre Seguro Desemprego e Abono

O Governo deve recuar em dois pontos nas metas anunciadas sobre as mudanças nos benefícios dos trabalhadores, com justificativa de economizar R$ 18 bilhões por ano.

Diante da grita das centrais sindicais, houve reestudo e opções foram apresentadas à presidente Dilma. O tempo mínimo exigido de trabalho para direito ao Seguro Desemprego vai cair de 18 para 12 meses.

E o abono salarial deve ficar como é: o empregado terá direito ao benefício comprovando 30 dias – como é hoje – ou 60 dias de trabalho, e não 180 dias como estipulou o primeiro plano anunciado.

Mesmo com as mudanças, o estudo prevê uma economia imediata de R$ 2 bilhões para o Tesouro Nacional.

À mesa

Um estudo já está nas mãos da presidente Dilma. Resta agora a decisão, que envolve o aval dos Ministérios do Planejamento, Fazenda e Trabalho – a quem caberá o anúncio.

Dia a dia

Uma comissão do governo negociou diariamente com representantes das centrais sindicais desde o mês passado, quando o ministro Aloizio Mercadante revelou o plano.

Chefão

Com o recuo do governo, a boa nova, menos traumática para o trabalhador, deve ser anunciada por Mercadante, que tem puxado para si responsabilidades da presidente.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.