Now Reading:
Grupo doa a políticos e pede concordata

Composto por empresas que prestam serviços a prefeituras do interior paulista, o Grupo Leão Leão, que surgiu no auge político de Antonio Palocci, entrou com pedido de recuperação judicial. Deve a centenas de fornecedores, mas não titubeou em doar R$ 800 mil ano passado para o PSD e PMDB, pela CFO Engenharia, braço da Leão. O dinheiro ajudou na reeleição da prefeita Dárcy Vera (PSD) em Ribeirão Preto. A holding pretende ao menos honrar com salários. Contatada, a empresa não comentou.

O DRIBLE. As doações aos partidos, via transferência eletrônica, no valor de R$ 530 mil e R$ 270 mil, foram feitas dias 19 e 22 de Outubro, quando o grupo já devia a fornecedores.

REPRESENTANTE. Em 2010, a CFO doou R$ 125 mil para campanhas de dois candidatos a deputados estaduais e um federal. Só Duarte Nogueira (PSDB), que recebeu R$ 60 mil, foi eleito.

PÁ DE CAL. Já Antônio Souza (PP), que levou R$ 50 mil, e Ubirajara Guimarães (PSDB), com R$ 15 mil, foram investimento perdidos da Leão. Não se elegeram para Alesp.

Leia a íntegra da coluna nos jornais (ao lado)

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.