Brasília -
Brasília, BR
31°C
céu limpo
7 de agosto de 2022 - 16:20h
Rádios parceiras
Brasília - 7 de agosto de 2022 - 16:20h
Brasília, BR
31°C
céu limpo
Rádios parceiras

Mais um final de ano sem justiça

#compartilhe

Por Rosane Gutjhar *

Estamos praticamente nos últimos dias de 2012. Mais um ano se foi. Para a maioria das pessoas é época de pensar nas confraternizações de final de ano, comprar presentes, fazer uma introspecção sobre nossos atos ao longo do ano e renovar o espírito traçando novas metas.

Na nossa casa e para minha família, o final do ano não é mais o mesmo há 6 anos, 6 longos anos desde que o jato Legacy chocou-se com o Voo 1907 da Gol, levando a vida de 154 vítimas, entre elas meu marido, pai de minha filha, hoje com 10 anos. Há 6 anos não temos mais sua presença física no Natal nem na virada do ano, nem em nenhum dos 365 dias do ano.

Mas o que mais me deixa impotente é que não depende só da nossa vontade atingir nossas metas para o próximo ano. Há 6 anos luto por justiça, luto para que os brevês dos pilotos norte-americanos sejam cassados. Luto para que eles paguem pela morte das 154 vítimas, porque a presença delas nós não temos mais como conquistar. Mas a minha meta para o próximo ano não depende só de mim. Não é algo tão simples como quero me matricular em uma pós-graduação, emagrecer 5 quilos, fazer caridade. É um objetivo que depende de forças muito maiores. Dependemos da justiça, dependemos da atuação da ANAC, do Itamaraty e da colaboração dos Estados Unidos.

Se eu pudesse fazer um pedido nesse final de ano é que em 2013, finalmente, nós possamos encerrar esse caso e obter justiça. Justiça na provável terceira instância do processo criminal, onde em segunda instância os pilotos foram condenados a três anos e um mês de detenção, em regime aberto, mas que ainda cabe recurso. Justiça para que a ANAC e o Itamaraty façam cumprir o acordo bilateral entre Brasil e Estados Unidos para retirada permanente dos brevês dos pilotos, já que eles já foram autuados pela ANAC e Decea por três motivos: voaram em espaço aéreo de separação vertical reduzida (RVSM) sem autorização e desligaram o transponder e o equipamento TCAS II, impedindo assim que o avião da Gol percebesse que o jato estava na rota errada e causaria a colisão.

Enfim, provas não faltam, esperança de que a justiça seja feita também não! Feliz 2013 a todos nós, que seja um ano de justiça.

 * Viúva de Rolf Gutjhar, uma das vítimas do voo 1907 da Gol

Sobre a Associação:

A Associação foi fundada em 18 de novembro de 2006, pouco depois da tragédia, na cidade de Brasília, no Distrito Federal, com o objetivo de reunir e organizar os familiares e amigos das vítimas do acidente aéreo voo 1907, da empresa Gol Linhas Aéreas Inteligentes S/A, para lutar pela defesa de todos os direitos e interesses dos que sofreram e sofrem com a morte de entes queridos. A Associação busca a justiça em todas as esferas administrativas e judiciais (cível e criminal), para que os culpados pelo acidente sejam responsabilizados. É possível manifestar apoio seguindo o microblog Twitter no endereço @rosanegutjhar e também no Facebook em www.facebook.com/rosane.prgkeb?ref=ts. Mais informações pelo site http://www.associacaovoo1907.com/?l=que, onde também é possível aderir ao abaixo-assinado.

1 comentário em “Mais um final de ano sem justiça”

  1. João Cirino Gomes

    Lei, Justiça e fraternidade!

    Estão usando as leis, para facilitar a corrupção dos nossos representantes, e alimentar o desenfreado capitalismo selvagem, responsável pelo maior índice de violência e criminalidade.

    Onde uma minoria é privilegiada; e com o tratamento diferenciado, se coloca acima desta lei, da ordem, da justiça, do bem e do mal!
    Ao invés de usar os impostos para trazer melhorias à população, os canalhas estão fazendo alianças e conchavos entre eles, iludindo a população com truques e promessas e se apropriando das verbas governamentais!
    Estes são esquemas, que favorecem poucos, deixando muitos sem dignidade, ou opções de vida. Estão criando um bando de despreparados, e desesperados, que por falta de oportunidade, acabam as margens. A população esta aumentando, porem, com a maior parte pobre e endividada, vivendo a míngua, na miséria e dependência dos currais eleitorais!
    As riquezas continuam se esvaindo; madeiras e minérios vão desaparecendo, e a população mais humilde sendo escravizada.
    E falam em acabar com a fome neste país, que deveria ser o paiol do mundo. Este pensamento, ou é inocente e elogiável, ou é hipócrita, demagogo e repugnante; pois já ficou mais que provado, que mesmo arrecadando todo o dinheiro e toda a alimentação do universo; enquanto os homens não abrandarem suas ganâncias e despertarem suas consciências, a fome persistira.
    Temos como exemplo, a vergonhosa indústria da seca nordestina! Onde pomposos hipopótamos, mergulhados em piscinas olímpicas, vêm de longas datas lesando os cofres públicos, enquanto a sede assola a população carente!
    Triste é saber, que existe grande quantidade de demagogos alienados a este bando de fidalgos. Montado em verbas publica, apreciam o luxo e a beleza, mas com suas mentiras, promessas, e hipocrisias gananciosas e desenfreadas, produzem somente a miséria e a mendicância horrorosa.
    Quando tem oportunidade de fazer justiça; deixa-se contaminar pela conveniência em manter o povo submisso e na ignorância. Criando assim, boa parte de descrédito do homem para com seu semelhante, para com a justiça e com o governo.
    Imagine seu menino, se todo este povo mais humilde, soubesse ler e escrever, que perigo danado. Todos enxergando as manobras, e injustiças das estruturas sociais. Sentiriam nojo, e teriam náuseas, mas vomitar; com a fome que passam, com certeza não vomitariam.
    Por outro lado: Meninos ricos, e geniais, deslumbrados com suas falsas riquezas, transitam presos em seus luxuosos carrões blindados, com um medo da violência que se pelam. Se tivessem boas vontades, abrandariam suas ganâncias, e despertariam suas consciências para a justiça social.
    Mas com as contas abarrotadas, em qualquer paraíso fiscal é lugar. Tanto em Nassau, como nas Ilhas Cayman, ou na Suíça… Depois de estar no bem bom os canalhas vão pensar em justiça? Que se dane a justiça e a consciência!
    E continua a construção da usina em Belo Monte, na Bacia do Rio Xingu: > ver
    http://www.socioambiental.org/inst/brsa/index.ht ml
    Com bons modos e boas propostas, já expulsaram da localidade vários moradores.
    Alguns nativos daquela região, após saírem de suas terras, “como sempre”, sobrevivem desiludidos e abandonados à própria sorte, pintando a realidade com as cores da ingenuidade.
    E os responsáveis por este quadro, tentam convencer a população, que o desenvolvimento continua.
    Desenvolvimento de quem, se o progresso vem sempre desordenado, trazendo estruturas sociais enganosas e injustas, fazendo proliferar a pobreza, a miséria e violência?
    Até quando uma fração desta classe conseguirá enganar, e na maior mordomia, falar em fraternidade, paz e justiça social; e até em projetos felicidades; se com seus engodos frustram até os sonhos dos seus semelhantes?
    Sigo notando uma profunda ligação entre dependência e alguns meios de comunicações, nos tirando o poder de crítica, e habituando-nos à passividade!
    De tempos em tempos, entram sutil-mente em nosso cotidiano, e nos impõem suas idéias exibicionistas; atropelando nossos direitos, e induzindo-nos a acreditar em suas promessas mirabolantes; tentando nos fazer esquecer fatos recentes, e se esquecendo que temos vontade própria!
    A comédia é sempre a mesma; só mudam os personagens. E a mídia, de olho no bolo chamado conveniência, entra em cena com críticos mascarados distorcendo os fatos, e criando heróis até com o estrume do cavalo do bandido, que por ter costa quente, não deve ser malhado!
    Não estou defendendo, afirmando, ou desmentindo, mas faz parte da história.
    E nem sempre os heróis semideuses criados pela mídia bajuladora, são os mocinhos!
    Em épocas pré-eleitorais, criam heróis para todos os gostos. Tem comedor de farinha com o colarinho branco, o que rouba, mas faz, desviadores de verbas, traficantes, lesa pátria; larapio de merenda escolar, papa anjo…
    O Brasil tem muitas histórias de heróis bem intencionados, mas boa parte dela esta camuflada; e os heróis; todos soltos tentando encontrar uma solução para nossos problemas, nenhum de olho nas atrativas mordomias, que a vida publica oferece…
    E mancomunados com a mídia vendida e bajuladora, usam nossos impostos para distorcer fatos reais, e conseguir o voto de confiança da população carente e desinformada…
    Os povos das florestas, não devem ser contaminados por estas mazelas, e esquecidos pelos poucos governantes conscienciosos. “Se é que ainda existe”!
    A população da selva precisa de uma produção sustentável; que não cause destruição ao meio ambiente à fauna e a flora. Deste povo depende: O Universo da Biodiversidade. Se não receberem orientação, continuarão sendo explorados por pessoas inescrupulosas, ou por salvadores da pátria, que indiferentes, se alienam á tiranos para aplicarem seus golpes e abarrotarem seus cofres, com dinheiro sujo de sangue, suor e lágrimas, vertidas por um povo sofrido.
    Talvez com a Internet, as informações que eram controladas pela mídia da escravatura partidária e enganadora, se tornem mais verídicas. O Brasil, a muito precisa de uma revolução. Mas revolução cultural e ambiental. E o povo conta com…? Para dar o pontapé inicial.
    Enquanto uns pregam, que todo país se desenvolve através de educação e tecnologia. Outros estão lambendo botas, perdoando dividas dos países que devem ao Brasil, doando nossos impostos, e pedindo benção, para conseguir cargos na ONU.
    Diga a eles seu menino, para presentearem o que lhes pertence, e diga para usarem uma parte dos desvios, e o que se gasta erroneamente, para melhorar a saúde, a educação, a segurança e dar o aumento digno prometido aos velhinhos aposentados!
    Diga que dinheiro tem: Pois se podem perdoar dividas; pode dar presentes, construir estradas e porto em Cuba; e até fazer doações a países de primeiro mundo!
    Não negue, dinheiro tem; o que falta é consciência e vergonha na cara!
    Aproveite pra dizer, que estamos notando que a honra, a ética, a moral e a dignidade, que deviam servir de exemplo, por serem preceitos valiosos, estão se tornando fúteis.
    Ou nossos antepassados, perderam tempo nos ensinando, que da semente que plantarmos, virá no futuro o fruto que colheremos?
    O povo deve escolher homens públicos através da ideologia, moral e ética.
    Não através da cor, raça ou credo!
    Só assim conseguira fortalecer a democracia, e se aproximar da justiça social.
    Quem sabe conhecendo nossa História verdadeira, não nos deixemos engambelar por promessas, que são cantadas em versos e prosas por canalhas, nas vésperas de toda eleição!

    Por estas e outras eu Voto Nulo e Divulgo o Voto NULO!
    Votar seria o mesmo que eleger o carrasco menos pior, para me acorrentar e escravizar!

    Onde uma minoria é privilegiada; e com o tratamento diferenciado, se coloca acima desta lei, da ordem, da justiça, do bem e do mal!
    Ao invés de usar os impostos para trazer melhorias à população, os canalhas estão fazendo alianças e conchavos entre eles, iludindo a população com truques e promessas e se apropriando das verbas governamentais!
    Estes são esquemas, que favorecem poucos, deixando muitos sem dignidade, ou opções de vida. Estão criando um bando de despreparados, e desesperados, que por falta de oportunidade, acabam as margens. A população esta aumentando, porem, com a maior parte pobre e endividada, vivendo a míngua, na miséria e dependência dos currais eleitorais!
    As riquezas continuam se esvaindo; madeiras e minérios vão desaparecendo, e a população mais humilde sendo escravizada.
    E falam em acabar com a fome neste país, que deveria ser o paiol do mundo. Este pensamento, ou é inocente e elogiável, ou é hipócrita, demagogo e repugnante; pois já ficou mais que provado, que mesmo arrecadando todo o dinheiro e toda a alimentação do universo; enquanto os homens não abrandarem suas ganâncias e despertarem suas consciências, a fome persistira.
    Temos como exemplo, a vergonhosa indústria da seca nordestina! Onde pomposos hipopótamos, mergulhados em piscinas olímpicas, vêm de longas datas lesando os cofres públicos, enquanto a sede assola a população carente!
    Triste é saber, que existe grande quantidade de demagogos alienados a este bando de fidalgos. Montado em verbas publica, apreciam o luxo e a beleza, mas com suas mentiras, promessas, e hipocrisias gananciosas e desenfreadas, produzem somente a miséria e a mendicância horrorosa.
    Quando tem oportunidade de fazer justiça; deixa-se contaminar pela conveniência em manter o povo submisso e na ignorância. Criando assim, boa parte de descrédito do homem para com seu semelhante, para com a justiça e com o governo.
    Imagine seu menino, se todo este povo mais humilde, soubesse ler e escrever, que perigo danado. Todos enxergando as manobras, e injustiças das estruturas sociais. Sentiriam nojo, e teriam náuseas, mas vomitar; com a fome que passam, com certeza não vomitariam.
    Por outro lado: Meninos ricos, e geniais, deslumbrados com suas falsas riquezas, transitam presos em seus luxuosos carrões blindados, com um medo da violência que se pelam. Se tivessem boas vontades, abrandariam suas ganâncias, e despertariam suas consciências para a justiça social.
    Mas com as contas abarrotadas, em qualquer paraíso fiscal é lugar. Tanto em Nassau, como nas Ilhas Cayman, ou na Suíça… Depois de estar no bem bom os canalhas vão pensar em justiça? Que se dane a justiça e a consciência!
    E continua a construção da usina em Belo Monte, na Bacia do Rio Xingu: > ver
    http://www.socioambiental.org/inst/brsa/index.html
    Com bons modos e boas propostas, já expulsaram da localidade vários moradores.
    Alguns nativos daquela região, após saírem de suas terras, “como sempre”, sobrevivem desiludidos e abandonados à própria sorte, pintando a realidade com as cores da ingenuidade.
    E os responsáveis por este quadro, tentam convencer a população, que o desenvolvimento continua.
    Desenvolvimento de quem, se o progresso vem sempre desordenado, trazendo estruturas sociais enganosas e injustas, fazendo proliferar a pobreza, a miséria e violência?
    Até quando uma fração desta classe conseguirá enganar, e na maior mordomia, falar em fraternidade, paz e justiça social; e até em projetos felicidades; se com seus engodos frustram até os sonhos dos seus semelhantes?
    Sigo notando uma profunda ligação entre dependência e alguns meios de comunicações, nos tirando o poder de crítica, e habituando-nos à passividade!
    De tempos em tempos, entram sutil-mente em nosso cotidiano, e nos impõem suas idéias exibicionistas; atropelando nossos direitos, e induzindo-nos a acreditar em suas promessas mirabolantes; tentando nos fazer esquecer fatos recentes, e se esquecendo que temos vontade própria!
    A comédia é sempre a mesma; só mudam os personagens. E a mídia, de olho no bolo chamado conveniência, entra em cena com críticos mascarados distorcendo os fatos, e criando heróis até com o estrume do cavalo do bandido, que por ter costa quente, não deve ser malhado!
    Não estou defendendo, afirmando, ou desmentindo, mas faz parte da história.
    E nem sempre os heróis semideuses criados pela mídia bajuladora, são os mocinhos!
    Em épocas pré-eleitorais, criam heróis para todos os gostos. Tem comedor de farinha com o colarinho branco, o que rouba, mas faz, desviadores de verbas, traficantes, lesa pátria; larapio de merenda escolar, papa anjo…
    O Brasil tem muitas histórias de heróis bem intencionados, mas boa parte dela esta camuflada; e os heróis; todos soltos tentando encontrar uma solução para nossos problemas, nenhum de olho nas atrativas mordomias, que a vida publica oferece…
    E mancomunados com a mídia vendida e bajuladora, usam nossos impostos para distorcer fatos reais, e conseguir o voto de confiança da população carente e desinformada…
    Os povos das florestas, não devem ser contaminados por estas mazelas, e esquecidos pelos poucos governantes conscienciosos. “Se é que ainda existe”!
    A população da selva precisa de uma produção sustentável; que não cause destruição ao meio ambiente à fauna e a flora. Deste povo depende: O Universo da Biodiversidade. Se não receberem orientação, continuarão sendo explorados por pessoas inescrupulosas, ou por salvadores da pátria, que indiferentes, se alienam á tiranos para aplicarem seus golpes e abarrotarem seus cofres, com dinheiro sujo de sangue, suor e lágrimas, vertidas por um povo sofrido.
    Talvez com a Internet, as informações que eram controladas pela mídia da escravatura partidária e enganadora, se tornem mais verídicas. O Brasil, a muito precisa de uma revolução. Mas revolução cultural e ambiental. E o povo conta com…? Para dar o pontapé inicial.
    Enquanto uns pregam, que todo país se desenvolve através de educação e tecnologia. Outros estão lambendo botas, perdoando dividas dos países que devem ao Brasil, doando nossos impostos, e pedindo benção, para conseguir cargos na ONU.
    Diga a eles seu menino, para presentearem o que lhes pertence, e diga para usarem uma parte dos desvios, e o que se gasta erroneamente, para melhorar a saúde, a educação, a segurança e dar o aumento digno prometido aos velhinhos aposentados!
    Diga que dinheiro tem: Pois se podem perdoar dividas; pode dar presentes, construir estradas e porto em Cuba; e até fazer doações a países de primeiro mundo!
    Não negue, dinheiro tem; o que falta é consciência e vergonha na cara!
    Aproveite pra dizer, que estamos notando que a honra, a ética, a moral e a dignidade, que deviam servir de exemplo, por serem preceitos valiosos, estão se tornando fúteis.
    Ou nossos antepassados, perderam tempo nos ensinando, que da semente que plantarmos, virá no futuro o fruto que colheremos?
    O povo deve escolher homens públicos através da ideologia, moral e ética.
    Não através da cor, raça ou credo!
    Só assim conseguira fortalecer a democracia, e se aproximar da justiça social.
    O texto é de minha autoria, mas pertence a toda “sociedade”, que precisa conhecer estes fatos!
    Quem sabe conhecendo nossa História verdadeira, não se deixem engambelar por promessas, que são cantadas em versos e prosas por canalhas, nas vésperas de toda eleição!Onde uma minoria é privilegiada; e com o tratamento diferenciado, se coloca acima desta lei, da ordem, da justiça, do bem e do mal!
    Ao invés de usar os impostos para trazer melhorias à população, os canalhas estão fazendo alianças e conchavos entre eles, iludindo a população com truques e promessas e se apropriando das verbas governamentais!
    Estes são esquemas, que favorecem poucos, deixando muitos sem dignidade, ou opções de vida. Estão criando um bando de despreparados, e desesperados, que por falta de oportunidade, acabam as margens. A população esta aumentando, porem, com a maior parte pobre e endividada, vivendo a míngua, na miséria e dependência dos currais eleitorais!
    As riquezas continuam se esvaindo; madeiras e minérios vão desaparecendo, e a população mais humilde sendo escravizada.
    E falam em acabar com a fome neste país, que deveria ser o paiol do mundo. Este pensamento, ou é inocente e elogiável, ou é hipócrita, demagogo e repugnante; pois já ficou mais que provado, que mesmo arrecadando todo o dinheiro e toda a alimentação do universo; enquanto os homens não abrandarem suas ganâncias e despertarem suas consciências, a fome persistira.
    Temos como exemplo, a vergonhosa indústria da seca nordestina! Onde pomposos hipopótamos, mergulhados em piscinas olímpicas, vêm de longas datas lesando os cofres públicos, enquanto a sede assola a população carente!
    Triste é saber, que existe grande quantidade de demagogos alienados a este bando de fidalgos. Montado em verbas publica, apreciam o luxo e a beleza, mas com suas mentiras, promessas, e hipocrisias gananciosas e desenfreadas, produzem somente a miséria e a mendicância horrorosa.
    Quando tem oportunidade de fazer justiça; deixa-se contaminar pela conveniência em manter o povo submisso e na ignorância. Criando assim, boa parte de descrédito do homem para com seu semelhante, para com a justiça e com o governo.
    Imagine seu menino, se todo este povo mais humilde, soubesse ler e escrever, que perigo danado. Todos enxergando as manobras, e injustiças das estruturas sociais. Sentiriam nojo, e teriam náuseas, mas vomitar; com a fome que passam, com certeza não vomitariam.
    Por outro lado: Meninos ricos, e geniais, deslumbrados com suas falsas riquezas, transitam presos em seus luxuosos carrões blindados, com um medo da violência que se pelam. Se tivessem boas vontades, abrandariam suas ganâncias, e despertariam suas consciências para a justiça social.
    Mas com as contas abarrotadas, em qualquer paraíso fiscal é lugar. Tanto em Nassau, como nas Ilhas Cayman, ou na Suíça… Depois de estar no bem bom os canalhas vão pensar em justiça? Que se dane a justiça e a consciência!
    E continua a construção da usina em Belo Monte, na Bacia do Rio Xingu: > ver
    http://www.socioambiental.org/inst/brsa/index.html
    Com bons modos e boas propostas, já expulsaram da localidade vários moradores.
    Alguns nativos daquela região, após saírem de suas terras, “como sempre”, sobrevivem desiludidos e abandonados à própria sorte, pintando a realidade com as cores da ingenuidade.
    E os responsáveis por este quadro, tentam convencer a população, que o desenvolvimento continua.
    Desenvolvimento de quem, se o progresso vem sempre desordenado, trazendo estruturas sociais enganosas e injustas, fazendo proliferar a pobreza, a miséria e violência?
    Até quando uma fração desta classe conseguirá enganar, e na maior mordomia, falar em fraternidade, paz e justiça social; e até em projetos felicidades; se com seus engodos frustram até os sonhos dos seus semelhantes?
    Sigo notando uma profunda ligação entre dependência e alguns meios de comunicações, nos tirando o poder de crítica, e habituando-nos à passividade!
    De tempos em tempos, entram sutil-mente em nosso cotidiano, e nos impõem suas idéias exibicionistas; atropelando nossos direitos, e induzindo-nos a acreditar em suas promessas mirabolantes; tentando nos fazer esquecer fatos recentes, e se esquecendo que temos vontade própria!
    A comédia é sempre a mesma; só mudam os personagens. E a mídia, de olho no bolo chamado conveniência, entra em cena com críticos mascarados distorcendo os fatos, e criando heróis até com o estrume do cavalo do bandido, que por ter costa quente, não deve ser malhado!
    Não estou defendendo, afirmando, ou desmentindo, mas faz parte da história.
    E nem sempre os heróis semideuses criados pela mídia bajuladora, são os mocinhos!
    Em épocas pré-eleitorais, criam heróis para todos os gostos. Tem comedor de farinha com o colarinho branco, o que rouba, mas faz, desviadores de verbas, traficantes, lesa pátria; larapio de merenda escolar, papa anjo…
    O Brasil tem muitas histórias de heróis bem intencionados, mas boa parte dela esta camuflada; e os heróis; todos soltos tentando encontrar uma solução para nossos problemas, nenhum de olho nas atrativas mordomias, que a vida publica oferece…
    E mancomunados com a mídia vendida e bajuladora, usam nossos impostos para distorcer fatos reais, e conseguir o voto de confiança da população carente e desinformada…
    Os povos das florestas, não devem ser contaminados por estas mazelas, e esquecidos pelos poucos governantes conscienciosos. “Se é que ainda existe”!
    A população da selva precisa de uma produção sustentável; que não cause destruição ao meio ambiente à fauna e a flora. Deste povo depende: O Universo da Biodiversidade. Se não receberem orientação, continuarão sendo explorados por pessoas inescrupulosas, ou por salvadores da pátria, que indiferentes, se alienam á tiranos para aplicarem seus golpes e abarrotarem seus cofres, com dinheiro sujo de sangue, suor e lágrimas, vertidas por um povo sofrido.
    Talvez com a Internet, as informações que eram controladas pela mídia da escravatura partidária e enganadora, se tornem mais verídicas. O Brasil, a muito precisa de uma revolução. Mas revolução cultural e ambiental. E o povo conta com…? Para dar o pontapé inicial.
    Enquanto uns pregam, que todo país se desenvolve através de educação e tecnologia. Outros estão lambendo botas, perdoando dividas dos países que devem ao Brasil, doando nossos impostos, e pedindo benção, para conseguir cargos na ONU.
    Diga a eles seu menino, para presentearem o que lhes pertence, e diga para usarem uma parte dos desvios, e o que se gasta erroneamente, para melhorar a saúde, a educação, a segurança e dar o aumento digno prometido aos velhinhos aposentados!
    Diga que dinheiro tem: Pois se podem perdoar dividas; pode dar presentes, construir estradas e porto em Cuba; e até fazer doações a países de primeiro mundo!
    Não negue, dinheiro tem; o que falta é consciência e vergonha na cara!
    Aproveite pra dizer, que estamos notando que a honra, a ética, a moral e a dignidade, que deviam servir de exemplo, por serem preceitos valiosos, estão se tornando fúteis.
    Ou nossos antepassados, perderam tempo nos ensinando, que da semente que plantarmos, virá no futuro o fruto que colheremos?
    O povo deve escolher homens públicos através da ideologia, moral e ética.
    Não através da cor, raça ou credo!
    Só assim conseguira fortalecer a democracia, e se aproximar da justiça social.
    O texto é de minha autoria, mas Onde uma minoria é privilegiada; e com o tratamento diferenciado, se coloca acima desta lei, da ordem, da justiça, do bem e do mal!
    Ao invés de usar os impostos para trazer melhorias à população, os canalhas estão fazendo alianças e conchavos entre eles, iludindo a população com truques e promessas e se apropriando das verbas governamentais!
    Estes são esquemas, que favorecem poucos, deixando muitos sem dignidade, ou opções de vida. Estão criando um bando de despreparados, e desesperados, que por falta de oportunidade, acabam as margens. A população esta aumentando, porem, com a maior parte pobre e endividada, vivendo a míngua, na miséria e dependência dos currais eleitorais!
    As riquezas continuam se esvaindo; madeiras e minérios vão desaparecendo, e a população mais humilde sendo escravizada.
    E falam em acabar com a fome neste país, que deveria ser o paiol do mundo. Este pensamento, ou é inocente e elogiável, ou é hipócrita, demagogo e repugnante; pois já ficou mais que provado, que mesmo arrecadando todo o dinheiro e toda a alimentação do universo; enquanto os homens não abrandarem suas ganâncias e despertarem suas consciências, a fome persistira.
    Temos como exemplo, a vergonhosa indústria da seca nordestina! Onde pomposos hipopótamos, mergulhados em piscinas olímpicas, vêm de longas datas lesando os cofres públicos, enquanto a sede assola a população carente!
    Triste é saber, que existe grande quantidade de demagogos alienados a este bando de fidalgos. Montado em verbas publica, apreciam o luxo e a beleza, mas com suas mentiras, promessas, e hipocrisias gananciosas e desenfreadas, produzem somente a miséria e a mendicância horrorosa.
    Quando tem oportunidade de fazer justiça; deixa-se contaminar pela conveniência em manter o povo submisso e na ignorância. Criando assim, boa parte de descrédito do homem para com seu semelhante, para com a justiça e com o governo.
    Imagine seu menino, se todo este povo mais humilde, soubesse ler e escrever, que perigo danado. Todos enxergando as manobras, e injustiças das estruturas sociais. Sentiriam nojo, e teriam náuseas, mas vomitar; com a fome que passam, com certeza não vomitariam.
    Por outro lado: Meninos ricos, e geniais, deslumbrados com suas falsas riquezas, transitam presos em seus luxuosos carrões blindados, com um medo da violência que se pelam. Se tivessem boas vontades, abrandariam suas ganâncias, e despertariam suas consciências para a justiça social.
    Mas com as contas abarrotadas, em qualquer paraíso fiscal é lugar. Tanto em Nassau, como nas Ilhas Cayman, ou na Suíça… Depois de estar no bem bom os canalhas vão pensar em justiça? Que se dane a justiça e a consciência!
    E continua a construção da usina em Belo Monte, na Bacia do Rio Xingu: > ver
    http://www.socioambiental.org/inst/brsa/index.html
    Com bons modos e boas propostas, já expulsaram da localidade vários moradores.
    Alguns nativos daquela região, após saírem de suas terras, “como sempre”, sobrevivem desiludidos e abandonados à própria sorte, pintando a realidade com as cores da ingenuidade.
    E os responsáveis por este quadro, tentam convencer a população, que o desenvolvimento continua.
    Desenvolvimento de quem, se o progresso vem sempre desordenado, trazendo estruturas sociais enganosas e injustas, fazendo proliferar a pobreza, a miséria e violência?
    Até quando uma fração desta classe conseguirá enganar, e na maior mordomia, falar em fraternidade, paz e justiça social; e até em projetos felicidades; se com seus engodos frustram até os sonhos dos seus semelhantes?
    Sigo notando uma profunda ligação entre dependência e alguns meios de comunicações, nos tirando o poder de crítica, e habituando-nos à passividade!
    De tempos em tempos, entram sutil-mente em nosso cotidiano, e nos impõem suas idéias exibicionistas; atropelando nossos direitos, e induzindo-nos a acreditar em suas promessas mirabolantes; tentando nos fazer esquecer fatos recentes, e se esquecendo que temos vontade própria!
    A comédia é sempre a mesma; só mudam os personagens. E a mídia, de olho no bolo chamado conveniência, entra em cena com críticos mascarados distorcendo os fatos, e criando heróis até com o estrume do cavalo do bandido, que por ter costa quente, não deve ser malhado!
    Não estou defendendo, afirmando, ou desmentindo, mas faz parte da história.
    E nem sempre os heróis semideuses criados pela mídia bajuladora, são os mocinhos!
    Em épocas pré-eleitorais, criam heróis para todos os gostos. Tem comedor de farinha com o colarinho branco, o que rouba, mas faz, desviadores de verbas, traficantes, lesa pátria; larapio de merenda escolar, papa anjo…
    O Brasil tem muitas histórias de heróis bem intencionados, mas boa parte dela esta camuflada; e os heróis; todos soltos tentando encontrar uma solução para nossos problemas, nenhum de olho nas atrativas mordomias, que a vida publica oferece…
    E mancomunados com a mídia vendida e bajuladora, usam nossos impostos para distorcer fatos reais, e conseguir o voto de confiança da população carente e desinformada…
    Os povos das florestas, não devem ser contaminados por estas mazelas, e esquecidos pelos poucos governantes conscienciosos. “Se é que ainda existe”!
    A população da selva precisa de uma produção sustentável; que não cause destruição ao meio ambiente à fauna e a flora. Deste povo depende: O Universo da Biodiversidade. Se não receberem orientação, continuarão sendo explorados por pessoas inescrupulosas, ou por salvadores da pátria, que indiferentes, se alienam á tiranos para aplicarem seus golpes e abarrotarem seus cofres, com dinheiro sujo de sangue, suor e lágrimas, vertidas por um povo sofrido.
    Talvez com a Internet, as informações que eram controladas pela mídia da escravatura partidária e enganadora, se tornem mais verídicas. O Brasil, a muito precisa de uma revolução. Mas revolução cultural e ambiental. E o povo conta com…? Para dar o pontapé inicial.
    Enquanto uns pregam, que todo país se desenvolve através de educação e tecnologia. Outros estão lambendo botas, perdoando dividas dos países que devem ao Brasil, doando nossos impostos, e pedindo benção, para conseguir cargos na ONU.
    Diga a eles seu menino, para presentearem o que lhes pertence, e diga para usarem uma parte dos desvios, e o que se gasta erroneamente, para melhorar a saúde, a educação, a segurança e dar o aumento digno prometido aos velhinhos aposentados!
    Diga que dinheiro tem: Pois se podem perdoar dividas; pode dar presentes, construir estradas e porto em Cuba; e até fazer doações a países de primeiro mundo!
    Não negue, dinheiro tem; o que falta é consciência e vergonha na cara!
    Aproveite pra dizer, que estamos notando que a honra, a ética, a moral e a dignidade, que deviam servir de exemplo, por serem preceitos valiosos, estão se tornando fúteis.
    Ou nossos antepassados, perderam tempo nos ensinando, que da semente que plantarmos, virá no futuro o fruto que colheremos?
    O povo deve escolher homens públicos através da ideologia, moral e ética.
    Não através da cor, raça ou credo!
    Só assim conseguira fortalecer a democracia, e se aproximar da justiça social.
    O texto é de minha autoria, mas pertence a toda “sociedade”, que precisa conhecer estes fatos!
    Quem sabe conhecendo nossa História verdadeira, não se deixem engambelar por promessas, que são cantadas em versos e prosas por canalhas, nas vésperas de toda eleição!Onde uma minoria é privilegiada; e com o tratamento diferenciado, se coloca acima desta lei, da ordem, da justiça, do bem e do mal!
    Ao invés de usar os impostos para trazer melhorias à população, os canalhas estão fazendo alianças e conchavos entre eles, iludindo a população com truques e promessas e se apropriando das verbas governamentais!
    Estes são esquemas, que favorecem poucos, deixando muitos sem dignidade, ou opções de vida. Estão criando um bando de despreparados, e desesperados, que por falta de oportunidade, acabam as margens. A população esta aumentando, porem, com a maior parte pobre e endividada, vivendo a míngua, na miséria e dependência dos currais eleitorais!
    As riquezas continuam se esvaindo; madeiras e minérios vão desaparecendo, e a população mais humilde sendo escravizada.
    E falam em acabar com a fome neste país, que deveria ser o paiol do mundo. Este pensamento, ou é inocente e elogiável, ou é hipócrita, demagogo e repugnante; pois já ficou mais que provado, que mesmo arrecadando todo o dinheiro e toda a alimentação do universo; enquanto os homens não abrandarem suas ganâncias e despertarem suas consciências, a fome persistira.
    Temos como exemplo, a vergonhosa indústria da seca nordestina! Onde pomposos hipopótamos, mergulhados em piscinas olímpicas, vêm de longas datas lesando os cofres públicos, enquanto a sede assola a população carente!
    Triste é saber, que existe grande quantidade de demagogos alienados a este bando de fidalgos. Montado em verbas publica, apreciam o luxo e a beleza, mas com suas mentiras, promessas, e hipocrisias gananciosas e desenfreadas, produzem somente a miséria e a mendicância horrorosa.
    Quando tem oportunidade de fazer justiça; deixa-se contaminar pela conveniência em manter o povo submisso e na ignorância. Criando assim, boa parte de descrédito do homem para com seu semelhante, para com a justiça e com o governo.
    Imagine seu menino, se todo este povo mais humilde, soubesse ler e escrever, que perigo danado. Todos enxergando as manobras, e injustiças das estruturas sociais. Sentiriam nojo, e teriam náuseas, mas vomitar; com a fome que passam, com certeza não vomitariam.
    Por outro lado: Meninos ricos, e geniais, deslumbrados com suas falsas riquezas, transitam presos em seus luxuosos carrões blindados, com um medo da violência que se pelam. Se tivessem boas vontades, abrandariam suas ganâncias, e despertariam suas consciências para a justiça social.
    Mas com as contas abarrotadas, em qualquer paraíso fiscal é lugar. Tanto em Nassau, como nas Ilhas Cayman, ou na Suíça… Depois de estar no bem bom os canalhas vão pensar em justiça? Que se dane a justiça e a consciência!
    E continua a construção da usina em Belo Monte, na Bacia do Rio Xingu: > ver
    http://www.socioambiental.org/inst/brsa/index.html
    Com bons modos e boas propostas, já expulsaram da localidade vários moradores.
    Alguns nativos daquela região, após saírem de suas terras, “como sempre”, sobrevivem desiludidos e abandonados à própria sorte, pintando a realidade com as cores da ingenuidade.
    E os responsáveis por este quadro, tentam convencer a população, que o desenvolvimento continua.
    Desenvolvimento de quem, se o progresso vem sempre desordenado, trazendo estruturas sociais enganosas e injustas, fazendo proliferar a pobreza, a miséria e violência?
    Até quando uma fração desta classe conseguirá enganar, e na maior mordomia, falar em fraternidade, paz e justiça social; e até em projetos felicidades; se com seus engodos frustram até os sonhos dos seus semelhantes?
    Sigo notando uma profunda ligação entre dependência e alguns meios de comunicações, nos tirando o poder de crítica, e habituando-nos à passividade!
    De tempos em tempos, entram sutil-mente em nosso cotidiano, e nos impõem suas idéias exibicionistas; atropelando nossos direitos, e induzindo-nos a acreditar em suas promessas mirabolantes; tentando nos fazer esquecer fatos recentes, e se esquecendo que temos vontade própria!
    A comédia é sempre a mesma; só mudam os personagens. E a mídia, de olho no bolo chamado conveniência, entra em cena com críticos mascarados distorcendo os fatos, e criando heróis até com o estrume do cavalo do bandido, que por ter costa quente, não deve ser malhado!
    Não estou defendendo, afirmando, ou desmentindo, mas faz parte da história.
    E nem sempre os heróis semideuses criados pela mídia bajuladora, são os mocinhos!
    Em épocas pré-eleitorais, criam heróis para todos os gostos. Tem comedor de farinha com o colarinho branco, o que rouba, mas faz, desviadores de verbas, traficantes, lesa pátria; larapio de merenda escolar, papa anjo…
    O Brasil tem muitas histórias de heróis bem intencionados, mas boa parte dela esta camuflada; e os heróis; todos soltos tentando encontrar uma solução para nossos problemas, nenhum de olho nas atrativas mordomias, que a vida publica oferece…
    E mancomunados com a mídia vendida e bajuladora, usam nossos impostos para distorcer fatos reais, e conseguir o voto de confiança da população carente e desinformada…
    Os povos das florestas, não devem ser contaminados por estas mazelas, e esquecidos pelos poucos governantes conscienciosos. “Se é que ainda existe”!
    A população da selva precisa de uma produção sustentável; que não cause destruição ao meio ambiente à fauna e a flora. Deste povo depende: O Universo da Biodiversidade. Se não receberem orientação, continuarão sendo explorados por pessoas inescrupulosas, ou por salvadores da pátria, que indiferentes, se alienam á tiranos para aplicarem seus golpes e abarrotarem seus cofres, com dinheiro sujo de sangue, suor e lágrimas, vertidas por um povo sofrido.
    Talvez com a Internet, as informações que eram controladas pela mídia da escravatura partidária e enganadora, se tornem mais verídicas. O Brasil, a muito precisa de uma revolução. Mas revolução cultural e ambiental. E o povo conta com…? Para dar o pontapé inicial.
    Enquanto uns pregam, que todo país se desenvolve através de educação e tecnologia. Outros estão lambendo botas, perdoando dividas dos países que devem ao Brasil, doando nossos impostos, e pedindo benção, para conseguir cargos na ONU.
    Diga a eles seu menino, para presentearem o que lhes pertence, e diga para usarem uma parte dos desvios, e o que se gasta erroneamente, para melhorar a saúde, a educação, a segurança e dar o aumento digno prometido aos velhinhos aposentados!
    Diga que dinheiro tem: Pois se podem perdoar dividas; pode dar presentes, construir estradas e porto em Cuba; e até fazer doações a países de primeiro mundo!
    Não negue, dinheiro tem; o que falta é consciência e vergonha na cara!
    Aproveite pra dizer, que estamos notando que a honra, a ética, a moral e a dignidade, que deviam servir de exemplo, por serem preceitos valiosos, estão se tornando fúteis.
    Ou nossos antepassados, perderam tempo nos ensinando, que da semente que plantarmos, virá no futuro o fruto que colheremos?
    O povo deve escolher homens públicos através da ideologia, moral e ética.
    Não através da cor, raça ou credo!
    Só assim conseguira fortalecer a democracia, e se aproximar da justiça social.
    O texto é de minha autoria, mas perteOnde uma minoria é privilegiada; e com o tratamento diferenciado, se coloca acima desta lei, da ordem, da justiça, do bem e do mal!
    Ao invés de usar os impostos para trazer melhorias à população, os canalhas estão fazendo alianças e conchavos entre eles, iludindo a população com truques e promessas e se apropriando das verbas governamentais!
    Estes são esquemas, que favorecem poucos, deixando muitos sem dignidade, ou opções de vida. Estão criando um bando de despreparados, e desesperados, que por falta de oportunidade, acabam as margens. A população esta aumentando, porem, com a maior parte pobre e endividada, vivendo a míngua, na miséria e dependência dos currais eleitorais!
    As riquezas continuam se esvaindo; madeiras e minérios vão desaparecendo, e a população mais humilde sendo escravizada.
    E falam em acabar com a fome neste país, que deveria ser o paiol do mundo. Este pensamento, ou é inocente e elogiável, ou é hipócrita, demagogo e repugnante; pois já ficou mais que provado, que mesmo arrecadando todo o dinheiro e toda a alimentação do universo; enquanto os homens não abrandarem suas ganâncias e despertarem suas consciências, a fome persistira.
    Temos como exemplo, a vergonhosa indústria da seca nordestina! Onde pomposos hipopótamos, mergulhados em piscinas olímpicas, vêm de longas datas lesando os cofres públicos, enquanto a sede assola a população carente!
    Triste é saber, que existe grande quantidade de demagogos alienados a este bando de fidalgos. Montado em verbas publica, apreciam o luxo e a beleza, mas com suas mentiras, promessas, e hipocrisias gananciosas e desenfreadas, produzem somente a miséria e a mendicância horrorosa.
    Quando tem oportunidade de fazer justiça; deixa-se contaminar pela conveniência em manter o povo submisso e na ignorância. Criando assim, boa parte de descrédito do homem para com seu semelhante, para com a justiça e com o governo.
    Imagine seu menino, se todo este povo mais humilde, soubesse ler e escrever, que perigo danado. Todos enxergando as manobras, e injustiças das estruturas sociais. Sentiriam nojo, e teriam náuseas, mas vomitar; com a fome que passam, com certeza não vomitariam.
    Por outro lado: Meninos ricos, e geniais, deslumbrados com suas falsas riquezas, transitam presos em seus luxuosos carrões blindados, com um medo da violência que se pelam. Se tivessem boas vontades, abrandariam suas ganâncias, e despertariam suas consciências para a justiça social.
    Mas com as contas abarrotadas, em qualquer paraíso fiscal é lugar. Tanto em Nassau, como nas Ilhas Cayman, ou na Suíça… Depois de estar no bem bom os canalhas vão pensar em justiça? Que se dane a justiça e a consciência!
    E continua a construção da usina em Belo Monte, na Bacia do Rio Xingu: > ver
    http://www.socioambiental.org/inst/brsa/index.html
    Com bons modos e boas propostas, já expulsaram da localidade vários moradores.
    Alguns nativos daquela região, após saírem de suas terras, “como sempre”, sobrevivem desiludidos e abandonados à própria sorte, pintando a realidade com as cores da ingenuidade.
    E os responsáveis por este quadro, tentam convencer a população, que o desenvolvimento continua.
    Desenvolvimento de quem, se o progresso vem sempre desordenado, trazendo estruturas sociais enganosas e injustas, fazendo proliferar a pobreza, a miséria e violência?
    Até quando uma fração desta classe conseguirá enganar, e na maior mordomia, falar em fraternidade, paz e justiça social; e até em projetos felicidades; se com seus engodos frustram até os sonhos dos seus semelhantes?
    Sigo notando uma profunda ligação entre dependência e alguns meios de comunicações, nos tirando o poder de crítica, e habituando-nos à passividade!
    De tempos em tempos, entram sutil-mente em nosso cotidiano, e nos impõem suas idéias exibicionistas; atropelando nossos direitos, e induzindo-nos a acreditar em suas promessas mirabolantes; tentando nos fazer esquecer fatos recentes, e se esquecendo que temos vontade própria!
    A comédia é sempre a mesma; só mudam os personagens. E a mídia, de olho no bolo chamado conveniência, entra em cena com críticos mascarados distorcendo os fatos, e criando heróis até com o estrume do cavalo do bandido, que por ter costa quente, não deve ser malhado!
    Não estou defendendo, afirmando, ou desmentindo, mas faz parte da história.
    E nem sempre os heróis semideuses criados pela mídia bajuladora, são os mocinhos!
    Em épocas pré-eleitorais, criam heróis para todos os gostos. Tem comedor de farinha com o colarinho branco, o que rouba, mas faz, desviadores de verbas, traficantes, lesa pátria; larapio de merenda escolar, papa anjo…
    O Brasil tem muitas histórias de heróis bem intencionados, mas boa parte dela esta camuflada; e os heróis; todos soltos tentando encontrar uma solução para nossos problemas, nenhum de olho nas atrativas mordomias, que a vida publica oferece…
    E mancomunados com a mídia vendida e bajuladora, usam nossos impostos para distorcer fatos reais, e conseguir o voto de confiança da população carente e desinformada…
    Os povos das florestas, não devem ser contaminados por estas mazelas, e esquecidos pelos poucos governantes conscienciosos. “Se é que ainda existe”!
    A população da selva precisa de uma produção sustentável; que não cause destruição ao meio ambiente à fauna e a flora. Deste povo depende: O Universo da Biodiversidade. Se não receberem orientação, continuarão sendo explorados por pessoas inescrupulosas, ou por salvadores da pátria, que indiferentes, se alienam á tiranos para aplicarem seus golpes e abarrotarem seus cofres, com dinheiro sujo de sangue, suor e lágrimas, vertidas por um povo sofrido.
    Talvez com a Internet, as informações que eram controladas pela mídia da escravatura partidária e enganadora, se tornem mais verídicas. O Brasil, a muito precisa de uma revolução. Mas revolução cultural e ambiental. E o povo conta com…? Para dar o pontapé inicial.
    Enquanto uns pregam, que todo país se desenvolve através de educação e tecnologia. Outros estão lambendo botas, perdoando dividas dos países que devem ao Brasil, doando nossos impostos, e pedindo benção, para conseguir cargos na ONU.
    Diga a eles seu menino, para presentearem o que lhes pertence, e diga para usarem uma parte dos desvios, e o que se gasta erroneamente, para melhorar a saúde, a educação, a segurança e dar o aumento digno prometido aos velhinhos aposentados!
    Diga que dinheiro tem: Pois se podem perdoar dividas; pode dar presentes, construir estradas e porto em Cuba; e até fazer doações a países de primeiro mundo!
    Não negue, dinheiro tem; o que falta é consciência e vergonha na cara!
    Aproveite pra dizer, que estamos notando que a honra, a ética, a moral e a dignidade, que deviam servir de exemplo, por serem preceitos valiosos, estão se tornando fúteis.
    Ou nossos antepassados, perderam tempo nos ensinando, que da semente que plantarmos, virá no futuro o fruto que colheremos?
    O povo deve escolher homens públicos através da ideologia, moral e ética.
    Não através da cor, raça ou credo!
    Só assim conseguira fortalecer a democracia, e se aproximar da justiça social.
    O texto é de minha autoria, mas pertence a toda “sociedade”, que precisa conhecer estes fatos!
    Quem sabe conhecendo nossa História verdadeira, não se deixem engambelar por promessas, que são cantadas em versos e prosas por canalhas, nas vésperas de toda eleição!nce a toda “sociedade”, que precisa conhecer estes fatos!
    Quem sabe conhecendo nossa História verdadeira, não se deixem engambelar por promessas, que são cantadas em versos e prosas por canalhas, nas vésperas de toda eleição!a toda “sociedade”, que precisa conhecer estes fatos!
    Quem sabe conhecendo nossa História verdadeira, não se deixem engambelar por promessas, que são cantadas em versos e prosas por canalhas, nas vésperas de toda eleição!

    Por estas e outras, atualmente votar; é o mesmo que ajudar eleger o carrasco menos pior, para me acorrentar e escravizar!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.