Now Reading:
Major Curió confessa mortes no Araguaia e revela covas

Major Curió confessa mortes no Araguaia e revela covas

Em depoimento histórico à Justiça na quarta, Sebastião Rodrigues de Moura, o Major Curió, abriu o bico para valer num script memorável.

Foi localizado pela PF, levado em camburão com mandado de condução coercitiva, ao tentar driblar a convocação da juíza Solange Salgado com atestado de saúde.

Ameaçado de prisão ao desconversar, abriu o jogo e confessou pelo menos duas mortes de guerrilheiros do Araguaia nos anos 70. Num momento tenso, foi acareado com ex-colaborador da ‘Operação Limpeza’, e um dos filhos do militar por pouco não saiu no braço com o ex-parceiro do pai.

O major matou a tiros os guerrilheiros Antônio Theodoro Castro, codinome Raul, e Cilon Cunha Brun, o Simão. Deu à Justiça a localização atual dos corpos.

Bastante debilitado aos 77, Curió apareceu na 1ª Vara Federal de Brasília de bermuda, ‘andador’, e bolsa uretral. Combate um câncer de próstata.

A audiência, em segredo de Justiça, durou dez horas (13h às 23h). Amparado pela anistia, Curió só confessou tarde da noite. A coluna antecipou ontem seu depoimento.

A audiência segue cronograma do MP Federal, que abriu inquérito penal para investigar os crimes do Araguaia. Curió é um dos principais personagens da época.

1 comment

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.