Brasília -
loader-image
Brasília, BR
2:52 am,
temperature icon 22°C
nuvens dispersas
Humidity 83 %
Wind Gust: 0 Km/h
19 de abril de 2024 - 2:52h
Parceiros
Brasília - 19 de abril de 2024 - 2:52h
loader-image
Brasília, BR
2:52 am,
temperature icon 22°C
nuvens dispersas
Humidity 83 %
Wind Gust: 0 Km/h
Parceiros

Marché-aux-Puces de Saint-Ouen

#compartilhe

Por Pedro Nonato *


O Marché-aux-Puces de Saint-Ouen, na Porte de Clignancourt (norte da cidade) é, na minha opinião o melhor mercado das pulgas de Paris – sem dúvida o maior e mais famoso, é claro.

Suas atividades começaram ao final do século XIX e ele é, na realidade, formado por quatorze pequenos mercados que ocupam uma enorme e labiríntica área onde encontramos de tudo, e é tão grande que, se fôssemos andar por todas as ruas, alamedas, vielas e becos que nele estão contidos, percorreríamos cerca de 15km e contaríamos mais de 2.000 lojas.

Seus “feudos” são assim divididos:

  • Antica, de móveis e objetos dos séculos XVIII e XIX
  • Biron, de arte asiática e de móveis dos séculos XVII, XIX e XX
  • Cambo, que trata do mercado de luxo
  • Dauphine, de antiguidades e objetos de segunda mão
  • Entrepôt, uma grande espaço com muitas ofertas
  • Jules Valles, um achado para quem gosta de pechinchar
  • Malassis, que conta com antiguidades e objetos de decoração do século XVII ao XX
  • Le Passage, com suas roupas, móveis, livros antigos e ornamentos
  • Paul Bert, que tem as mais novas tendências do mercado, mobiliário, objetos de arte e de decoração do século XVII ao XX
  • Rosiers, de luminárias e arte do século XX
  • Serpette, de objetos de alto luxo
  • Vernaison, com antiguidades, objetos científicos, brinquedos e artigos em vidro
  • Malik, quase que exclusivamente de roupas e acessórios
  • Lecuyer et L’Usine, exclusivamente para os próprios comerciantes.

Quando visito St.-Ouen, vou cedo, logo após o café, para poder garimpar – e pechinchar – à vontade, almoçar e ficar até o final do dia.

Para ir de metrô, salte na estação Clignancourt, pegue a Avenue Clignancourt e atravesse a Porte de Clignancourt (engraçado, não?), assim que passar por baixo do Boulevard Périphérique, o mercado estará à sua esquerda.

* Publicitário, correspondente colaborador do Portal na Europa

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.