Now Reading:
Ministra chora com bronca de guerrilheira

Ministra chora com bronca de guerrilheira

Numa reunião tensa que durou seis horas na Terça, a ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, chorou duas vezes diante de críticas de familiares das vítimas do Araguaia (TO). Rosário não se segurou ao ouvir da ex-guerrilheira Criméia Almeida que ‘nada presta’ e que está ‘tudo ruim’ na Comissão de Mortos e Desaparecidos, relatam testemunhas. Foi exposto o racha entre as famílias, após a inédita votação verbal sobre os rumos dos trabalhos. Por 12 a 6, vão continuar as buscas por 45 desaparecidos na região durante o regime militar. Procurada, a ministra não se manifestou. Criméia não foi localizada no telefone de contato.

MOTIVO BILIONÁRIO. Integrantes do grupo Tortura Nunca Mais pregam o fim das buscas, porque sentença da Justiça Federal prevê indenização de R$ 25 milhões para cada familiar – valores de hoje.

DIRETO DO COFRE. A sentença de 2006, em 1ª instância, da juíza Solange Salgado determina a continuidade das buscas ou a indenização para cada família em R$ 10 mil/dia (isso mesmo!).

NA PAUTA. Segundo a SDH, a reunião debateu ‘Balanço das Atividades’, ‘Pedido de oitiva de militares que participaram da guerrilha’ e ‘Retorno das atividades de busca’.

Leia a íntegra da coluna nos jornais (ao lado)

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.