Brasília -
loader-image
Brasília, BR
1:58 am,
temperature icon 21°C
céu limpo
Humidity 88 %
Wind Gust: 0 Km/h
16 de abril de 2024 - 1:58h
Parceiros
Brasília - 16 de abril de 2024 - 1:58h
loader-image
Brasília, BR
1:58 am,
temperature icon 21°C
céu limpo
Humidity 88 %
Wind Gust: 0 Km/h
Parceiros

No Casaquistão, Troyjo faz palestra magna da Conferência Internacional de Gestão de Risco

#compartilhe
Almaty, Casaquitão – O professor da Columbia University e do Ibmec, Marcos Troyjo, realizou nesta sexta-feira, 19 de abril, a palestra magna da IX Conferência Internacional de Gestão de Risco. O encontro teve lugar na cidade de Almaty, no Casaquistão, e reuniu 500 líderes políticos e empresariais de 30 países, sobretudo nações da Eurásia (Casaquistão, Rússia, Tajiquistão, Quirquistão, Uzbequistão e Turcomenistão).
Com o título “Da Globalização Profunda ao Risco de Desglobalização”, Troyjo, que dirige o BRICLab na Universidade Columbia em Nova York, analisou em sua palestra o subdesempenho da economia global gerado pela falta de coordenação dentre as principais potências do G-20. Apesar de identificar obstáculos para maior facilitação de comércio e investimentos, Troyjo argumentou que o mundo já se encontra sob a influência de forças da “Reglobalização”.
As principais dinâmicas reglobalizadoras, segundo Troyjo, residem da reorientação estratégica da economia chinesa, além das negociações envolvendo os EUA e as economias do Pacífico (TPP, sigla e, inglês para Parceria Trans-Pacífico) e as recém-anunciadas conversações para o estabelecimento da Aliança Transatlântica entre os EUA e a União Européia.
“Em vez de um acordo abrangente sobre o manto da Organização Mundial do Comércio, provavelmente teremos a Reglobalização resultante de uma série de mega-acordos comerciais”, apontou Troyjo. “Isso criará desafios adicionais aos Brics, que hoje não se encontram inseridos numa dessas principais novas geometrias econômicas”, concluiu.
Fonte: International Risk Management Conference News Announcement

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.