Now Reading:
Nomeação de Paulo Sérgio mostra que Exército não cederá a Bolsonaro

Nomeação de Paulo Sérgio mostra que Exército não cederá a Bolsonaro

A nomeação do general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira para o comando do Exército é um recado claro da maior força militar do Brasil de que não cederá a discurso político ou caprichos ideológicos do chefe da nação. 

Avalizado por toda a cúpula – os outros generais veteranos foram consultados e aprovaram – Paulo Sérgio foi justamente o pivô da irritação do presidente, que motivou a troca do alto comando militar das Forças. 

Ele concedeu uma entrevista, há dias, na qual previa o Exército preparado para uma terceira onda do Covid-19. Bolsonaro foi obrigado a ceder à escolha dos generais para o comando, para evitar a maior crise de seu Governo.

Coluna já publicou que os mais de 300 quartéis, os chamados Tiros de Guerra, estão à disposição de governos estaduais e prefeituras para ajudar na vacinação há meses.

Os TGs – garotada de 18 anos em serviço – sempre ajudaram municípios nas campanhas de vacinação. Desta vez não foram convocados porque prefeitos e governadores querem lucrar eleitoralmente com a vacina salvadora.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.