Now Reading:
Novo integrante da Comissão de Direitos Humanos pediu prisão de Glenn

Novo integrante da Comissão de Direitos Humanos pediu prisão de Glenn

Indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para integrar a Comissão sobre Mortos e Desaparecidos Políticos, o deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) pediu à Procuradoria-Geral da República, dias atrás, a prisão temporária do jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil.

Barros vai substituir o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), no colegiado. No pedido à PGR, o deputado alegou haver “fortes indícios de que o financiamento e a transmissão dos dados obtidos criminosamente implicam Glenn Greenwald como coautor dos crimes informáticos” que levou quatro supostos hackers à prisão.

No currículo, o parlamentar de primeiro mandato tem o curso on-line de filosofia de Olavo de Carvalho, ideólogo do Governo Bolsonaro.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.