Now Reading:
O avião do Cachoeira

O contraventor Carlinhos Cachoeira é suspeito de ocultar um avião de sua propriedade. O mistério sobre o verdadeiro dono de um bimotor ronda a CPI. O Baron 58, PR-KAC, foi trazido em 2010 de Miami para Goiânia por pilotos contratados pela Alberto & Pantoja, a empresa fantasma de Cachoeira. O avião foi registrado pela Mapa Construtora, do irmão de Cachoeira. Ontem, nos registros da Anac, constava como dono Rossine Aires Guimarães, apontado no inquérito como sócio oculto de Cachoeira.

Mistério no ar

O avião não foi apreendido pela PF. O senador Randolfe (PSOL) investiga se Cachoeira não ocultou o bem. A coluna procurou Rossine em dois celulares, sem sucesso.

Memória

Foi esse o avião que Cachoeira ofereceu para buscar Demóstenes Torres e o ministro Gilmar Mendes (STF) em Cumbica, em 2010, viagem que não ocorreu.

Traslado

A FBO, contratada por R$ 23.791,12 para o traslado em setembro de 2010, respondeu à CPI que não convém à empresa saber a origem do dinheiro, e sim prestar o serviço.

Leia a íntegra da coluna nos jornais (ao lado)

 

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.