Now Reading:
O equilíbrio na corda bamba

O presidente reformista, segundo ele mesmo, terá dois grandes problemas em 2017.

A primeira é o desafio de manter a agenda de reforma em curso no Congresso Nacional, e o segundo é o comportamento do eleitor nas ruas, porque a classe média, especialmente, está muito atenta.

A manutenção de Michel Temer no cargo está relacionada a essas duas questões, que dependem essencialmente do Congresso Nacional, que teima em ter uma agenda de autoajuda.

De acordo com os analistas ouvidos pela Coluna, Temer está preso ao seu próprio passado recente.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.