Now Reading:
O outro Musée Rodin, em Meudon

Por Pedro Nonato *


O Musée Rodin de Meudon, pequena cidade ao sudoeste de Paris, no Departament des Hauts-de-Seine, fica num pavilhão que o escultor alugou por dois anos, a Villa des Brillants, e que acabou por comprar em leilão no ano de 1895, quando tinha 55 anos.

O artista lá se estabeleceu depois com sua ruptura com Camille Claudel e foi nesta casa que viveu até o fim da sua vida, com sua eterna companheira, Rose Beuret, com quem casou no início de 1917, poucas semanas antes do seu falecimento até que, no inverno do mesmo ano, Rodin também faleceu.

O casal repousa no parque da mansão, em um local timidamente iluminado pelos raios de sol e onde reina a tranquilidade do Olimpo, diretamente debaixo de uma das suas mais famosas esculturas: O Pensador.

Aqui Rodin encontrou a calma, o espaço e a natureza que o fez aperfeiçoar ainda mais a sua obra e é também o local onde costumava expor a sua grande coleção de antiguidades no jardim, transformando-o em um museu ao ar livre.

Hoje, a ampla oficina ao lado da mansão abriga ainda noventa obras antigas e, a partir de fotografias de época, apresenta o quadro de vida e de trabalho do Mestre, como se o tempo ali tivesse parado.

No centro do ateliê, reinam esculturas e ensaios de gesso que, iluminadas pela luz das imensas portas de vidro, parecem estar secando ainda, esperando serem derretidos no bronze. Contudo, é na pate inferior da mansão que penetramos um pouco mais na intimidade da obra de Rodin.

Mais de duzentas esculturas de gesso ou de mármore parecem estar dançando sob os raios do sol e, sobre estrado, o movimento se revela: L’âge d’airan, Les Bourgeois de Calais, Le Baiser: todas as obras que fizeram sua glória estão aí, em seu estado primitivo e bruto e que conta até com uma série de Balzac, mais ou menos despido, ilustra as primeiras etapas do processo criativo do escultor.

Em 1908, seguindo conselhos do poeta alemão Rainer Maria Rilke, então seu secretário, Rodin se instala no Hôtel Biron, na Rue de Varenne, no 7ème arrondissement de Paris mas, mesmo assim, ele volta toda noite para dormir em Meudon, seja por trem ou por barco, pelo Sena.

Serviço

Musée Rodin de Meudon, Villa des Brillants
19, Avenue Auguste-Rodin – 92120 Meudon

RER C linha (estação Meudon-Val-Fleury)

Ônibus linha n°169 (parada Paul-Bert)

Telefone: 01 4418 61 24

www.musee-rodin.fr

* Publicitário, correspondente colaborador da coluna em Paris

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.