Brasília -
loader-image
Brasília, BR
10:21 pm,
temperature icon 19°C
céu limpo
Humidity 68 %
Wind Gust: 0 Km/h
27 de maio de 2024 - 22:21h
Parceiros
Brasília - 27 de maio de 2024 - 22:21h
loader-image
Brasília, BR
10:21 pm,
temperature icon 19°C
céu limpo
Humidity 68 %
Wind Gust: 0 Km/h
Parceiros

Placa esquenta com briga no setor de energia solar

Foto: Agência Brasil
#compartilhe

Curto-circuito forte no setor de energia solar. Uma pesquisa da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) revelou que o Brasil teve prejuízo de R$ 3 bilhões este ano com suspensões arbitrárias da geração própria de energia solar por distribuidoras.

Há denúncias abertas de boicote das tradicionais distribuidoras de energia, segundo reclamações de comerciantes, que “utilizam relatórios sem respaldo técnico para negar ou cancelar instalações de painéis solares”.

Os dados da ABSOLAR contam 3,1 mil pedidos de conexão cancelados e suspensos pelas distribuidoras. Já a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (ABRADEE) informa que as distribuidoras não têm interesse em negar pedidos para prejudicar o setor.

“Apenas de outubro de 2022 a janeiro deste ano foram pedidos a instalação de 35,7 gigawats de potência, 18% da capacidade de geração do Brasil inteiro, instalada ao longo de mais de 100 anos”, diz o diretor executivo de regulação da ABRADEE, Ricardo Brandão.

A entidade afirma que é a ANEEL quem determina as condições para realizar uma conexão elétrica. A pesquisa da ABSOLAR contou com gerentes e proprietários de 715 empresas do setor de energia fotovoltaica.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.