Now Reading:
Planalto ignorou certidão contra ex-assessor

A Casa Civil do Planalto ignorou certidão contra o ex-assessor especial Eduardo André Gaievski que beira uma ficha corrida policial. Bastava uma simples consulta no cartório. A coluna tem em mãos uma ‘Certidão Positiva – Para efeitos civis’, que inibiria a contratação do petista em qualquer órgão público. Foi expedida dia 3 de Maio deste ano pela Comarca de Realeza (PR), após consulta. A certidão discrimina 12 ações (!) contra Gaievski desde 2010, entre elas o inquérito policial com delito de ‘exploração sexual’, distribuído em 23 de Janeiro de 2013 – quando ele assumiu o cargo no Palácio.

LISTA. Entre as ações registradas pela Comarca, há uma indenização por dano moral e três por reparação de danos. Gaievski foi prefeito de Realeza de 2005 a 2008.

SEI DE NADA! A ministra Gleisi Hoffmann diz que não sabia das denúncias contra o assessor, que consultou ‘a Abin, poder Judiciário, cartórios e órgãos’, que ‘não existia nada’

CADÊ VOCÊ? Gaievski era até ontem foragido da Justiça. Ninguém consultou sua ficha, pelo visto. Procuradas, as assessorias da Casa Civil e da Abin não se pronunciaram.

DEFESA. O ex-assessor seria candidato a deputado estadual em 2014 e coordenador da campanha de Gleisi ao governo do Paraná. A amigos, ele disse que isso é retaliação de promotores.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.