Now Reading:
Pressionada, Dilma autoriza debandada ministerial

Pressionada, Dilma autoriza debandada ministerial

Sete ministros pré-candidatos começam a deixar hoje o governo Dilma. A debandada é protagonizada por Marcelo Crivella (Pesca), Pepe Vargas (Desenvolvimento Agrário), Maria do Rosário (Direitos Humanos), Antonio Andrade (Agricultura), Marco Raupp (Ciência e Tecnologia), Gastão Vieira (Turismo) e Aguinaldo Ribeiro (Cidades). Com as campanhas nas ruas, eles pressionavam a chefe para a saída e querem logo se dedicar aos projetos políticos-eleitorais. Crivella é candidato ao governo do Rio. Os outros, com exceção de Raupp, tentam reeleição na Câmara.

Fisgado. Crivella entregara lista tríplice à presidente: o secretário-executivo, Átila Maia, o diretor Flávio Bezerra e o suplente no Senado, Eduardo Lopes (PRB) – este, o escolhido.

História. Rosário tenta emplacar a sua secretária-executiva. Com a Comissão da Verdade finalizando trabalhos, tenta encontrar corpos de desaparecidos durante a ditadura.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.