Now Reading:
Procurador procura. Roupas

No olho do furacão da CPI mista do Cachoeira, no Congresso, o Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, foi flagrado pela coluna com a família na manhã deste sábado, 12, no Shopping Iguatemi de Brasília, frequentado pelas classes média e alta da capital. Entrou em lojas de roupas de jovens e femininas. Não parecia tenso, mas vez ou outra atendia ao telefone e se mostrava preocupado.

Gurgel divide a opinião dos membros da CPI. Uns querem sua convocação, para explicar a demora do envio, para o STF, do inquérito da Operação Vegas, da Polícia Federal, entregue à PGR em 2009. Outros o defendem. E ele e até o ministro do Supremo Gilmar Mendes apontam manobras de possíveis mensaleiros no pedido de depoimento, o que não está comprovado.

As declarações incendiaram ainda mais a situação. O relator da CPI mista, deputado Odair Cunha, decidiu, por ora, pela não convocação de Gurgel. Ele pode depor por escrito à comissão.

2 comments

  • Semana começara quente com a declaração da esposa do PGR dizendo que foi a Policia Federal que pediu para parar a investigação da Operação Vegas. Quem estará falando a verdade???

  • Qualquer autoridade pública, em qualquer situação, sempre que houver dúvida sobre algum procedimento, tem o dever de se explicar, sempre, verbalmente ou por escrito, nas tribunas, nos tribunais ou em notas oficiais. No regime republicano é simples assim, embora a maioria prefira silenciar ou se esconder, ‘mergulhar’ até a ‘onda’ passar. Daqui a pouco começaremos a ver o espetáculo degradante de figuras que preferirão se calar na CPI. Repetirei o bordão à exaustão: ‘quem cala consente’.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.