Brasília -
Brasília, BR
24°C
nuvens dispersas
7 de julho de 2022 - 13:22h
Rádios parceiras
Brasília - 7 de julho de 2022 - 13:22h
Brasília, BR
24°C
nuvens dispersas
Rádios parceiras

Reunião dos R$ 20 milhões contou com participação de quatro deputados

#compartilhe

Foi numa mesa no conceituado restaurante Vecchio Sogno, de Belo Horizonte, que um quarteto do PMDB ouviu a proposta de R$ 20 milhões para que o ex-ministro Antonio Andrade se candidatasse ao Senado pela chapa de Pimenta da Veiga (PSDB).

O presidente do diretório tucano e deputado federal Marcus Pestana (PSDB-MG) jura que é mentira. Além do ex-ministro, estavam à mesa os deputados estaduais Cabo Júlio e Adalclever Lopes, além de João Alberto Lages, ex-presidente da Ceasa-MG e homem de confiança de Andrade.

O trio aliado confirma a versão do deputado federal Antonio Andrade, que aproveitou a imunidade parlamentar para revelar a tentativa de ‘aliança’. Até a publicação da coluna, Andrade era pré-candidato ao Senado pela chapa de Fernando Pimentel (PT), candidato ao governo de Minas.

Não tem santo. A reunião foi consenso do quinteto. Os pemedebistas soltaram, sim, que estavam precisando de dinheiro para a campanha. Coube ao tucano supostamente ofertar. Ou seja, Pestana não esperava o desabafo, que pode ter interpretado como pedido de dinheiro. E o quarteto do PMDB não esperava a oferta… Tá bom..

Ponto do poder. O restaurante Vecchio Sogno fica próximo à Assembleia Legislativa de Minas Gerais e é conhecido ponto de encontro de políticos. A reunião foi num café ao crepúsculo.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.