Now Reading:
Sem fiscalização in loco, Brasil sofre com a máfia dos planos de coparticipação

Sem fiscalização in loco, Brasil sofre com a máfia dos planos de coparticipação

Há um setor que lucra muito e entrega tão pouco. A ANS contabiliza, hoje, 9.986 planos de saúde de coparticipação (o cliente paga a mensalidade, e cobre também eventuais consultas, exames e cirurgias). Autorizados com a desculpa de reduzir preços, estão nas mãos de sociedades de médicos nas pequenas cidades.

A maioria deles atende mal – e nas instalações do SUS. Sem gente para fiscalizar in loco a máfia, a ANS depende das denúncias. Foram 3.285 reclamações em 2020 e são 3.128 até esta semana. Desde janeiro de 2020, 180 multas foram aplicadas e 34 operadoras liquidadas por irregularidades.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.