Brasília -
loader-image
Brasília, BR
1:43 am,
temperature icon 16°C
céu limpo
Humidity 72 %
Wind Gust: 0 Km/h
24 de junho de 2024 - 1:43h
Parceiros
Brasília - 24 de junho de 2024 - 1:43h
loader-image
Brasília, BR
1:43 am,
temperature icon 16°C
céu limpo
Humidity 72 %
Wind Gust: 0 Km/h
Parceiros

Senado tentou aval constitucional do STF para poder de polícia

#compartilhe

O Senado Federal tentou aval constitucional do Supremo Tribunal Federal para o poder policial dado por resolução da Casa à Polícia Legislativa, mas recuou diante do risco de perder as prerrogativas conquistadas.

A ADC – Ação Direta de Constitucionalidade, sob relatoria da ministra Cármen Lúcia, foi arquivada no último dia 26 de setembro a pedido da própria advocacia do Senado, quando a Associação dos Delegados Federais pediu entrada como amicus curiae, e questionaria a resolução de 14/2015 com esses poderes aos agentes.

A ADC era para respaldar a resolução 59/2002 mas o presidente Renan Calheiros deu aval em resolução nº 14/2015 para a Polícia Legislativa instaurar inquéritos, fazer varreduras e o porte de armas dentro do Congresso.  A advocacia do Senado pediu, então, o arquivamento da ação.

Se a ADC continuasse em pauta no STF, a Polícia Legislativa teria alto risco de perder essas prerrogativas conquistadas, diante do potencial questionamento da Associação dos Delegados Federais.

Desde o arquivamento, há um mês, nenhuma instituição questionou mais a resolução.

Na última sexta-feira, a PF deflagrou a operação Métis, e prendeu quatro agentes legislativos por suspeitas de abuso de poder e atividade ilegal, e reacendeu o debate sobre os poderes da DEPOL do Senado.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.