Now Reading:
STF mantém poderes de investigação do Conselho Nacional de Justiça

STF mantém poderes de investigação do Conselho Nacional de Justiça

Eliana Calmon, a corregedora do CNJ: vitória também é dela

Depois de um forte debate o Supremo Tribunal Federal reforçou os poderes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A sessão foi encerrada por volta de 21h30 desta quinta-feira (02).

Os ministros Gilmar Mendes, Ayres Britto e Joaquim Barbosa defenderam a intervenção mais drástica do CNJ e de sua Corregedoria Nacional nas corregedorias dos demais tribunais. Joaquim Barbosa defendeu a “absoluta primazia” do CNJ no controle do Judiciário.

Depois de um dia cheio de críticas na mídia o judiciário repensa ações e dá mais uma vitória ao CNJ. Nas palavras de Ayres Britto – “O CNJ não pode ser visto como um problema, mas como uma solução para o bem do judiciário”.

Gilmar Mendes, que já presidiu o CNJ, afirmou categoricamente que: “até as pedras sabem que as corregedorias dos tribunais não funcionam quando se trata de investigar os desembargadores”.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.