Now Reading:
Temer e Bolsonaro recuam da Reforma da Previdência

Temer e Bolsonaro recuam da Reforma da Previdência

O recuo do atual Governo e da equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro na tentativa de votar a reforma da Previdência este ano se deveu a pelo menos dois fatores: a impossibilidade de modificar o texto pronto para votação na Câmara, como desejava a equipe de Bolsonaro, e o prazo exíguo para votar a PEC 287/2016 em dois turnos na Câmara e no Senado.

Pesou também, para a equipe do novo presidente, informações de ministros palacianos de que a base aliada está “dispersa” para obter os 308 votos necessários para alterar as regras previdenciárias.

Esforço

Filho do presidente Bolsonaro, o deputado e líder do PSL, Eduardo Bolsonaro (SP), passou a semana passada tentando convencer os colegas de que é possível aprovar a reforma da Previdência ainda este ano. Argumentou que as mudanças nas regras de aposentadoria, mesmo que simples, “dariam um gás inicial” ao Governo do pai.

Como resposta, ouviu de deputados os principais impeditivos para retomar a discussão da matéria: a intervenção federal no Rio de Janeiro e a rejeição ao texto que está pronto para ser votado no plenário da Câmara.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.