Now Reading:
Único figurão da Lava Jato na cadeia, Cabral vê desdém do MPF por sua delação

Único figurão da Lava Jato na cadeia, Cabral vê desdém do MPF por sua delação

Ex-governador do Rio de Janeiro, condenado há mais de 300 anos em 17 ações, já teve delação homologada por ministro Fachin

Dos quase 300 réus que foram presos pelas fases da Operação Lava Jato de Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo, apenas o ex-governador carioca Sergio Cabral continua na cadeia. Para o Ministério Público Federal, manter Cabral na cela é fundamental na guerra de bastidores com a Polícia Federal. 

Quem conhece o outro lado das portas aponta que os procuradores não engolem o fato de a PF fechar acordo de delação premiada – caso de Cabral – com aval do Supremo Tribunal Federal.

O ex-governador teve seu acordo com a PF homologado pelo ministro Edson Fachin, do STF, há um ano. É o único colaborador da Lava Jato que ainda vê o café passar pelas grades toda manhã.

Fernando Cavendish, da Delta, com muitos contratos fraudulentos – em especial no Rio – fechou delação com o MPF, foi condenado a 11 anos de prisão recentemente, e segue em prisão domiciliar.

Cabral, que chegou a ser cotado para vice na chapa de Dilma Rousseff, amarga por ora 17 condenações que somam mais de 300 anos de prisão nas costas. 

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.