Now Reading:
Votação no Senado promete batalha de questões de ordem

Votação no Senado promete batalha de questões de ordem

Senadores da ala anti-Renan vão apresentar várias questões de ordem para tentar abrir o voto durante a sessão de hoje que vai eleger o novo presidente do Senado. Já os aliados do senador de Alagoas, que tenta presidir o Senado pela quinta vez, vão revidar com recursos baseados no artigo 60 do Regimento Interno que estabelece que a eleição para o comando da Casa deve ser secreta.

 

Os senadores Lasier Martins (PSD-RS) e Espiridião Amin (PP-SC) concluíram ontem os textos das questões de ordem que serão anunciadas na abertura da sessão. “Será tenso”, prevê Lasier à Coluna.

 

Já o senador Eduardo Girão (Pros-CE) peregrinou pelos gabinetes nos últimos três dias e diz ter confirmado o apoio de 41 senadores pela votação aberta. A expectativa é de que, em virtude da batalha de questões de ordem e recursos, a sessão seja longa e entre pela madrugada.

 

Na frente de apoio à Renan Calheiros, o PT irá defender o voto secreto. Senadores da legenda alegam, nos bastidores, que o alagoano é o “único entre os candidatos que tem perfil para agir com independência em relação ao governo Bolsonaro”.

 

A tropa de Renan vai articular durante todo o dia para que a votação seja realizada em apenas um turno e de forma secreta. Nesse cenário, o alagoano terá entre 47 e 48 votos – calculam aliados.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.