Now Reading:
Votos revertidos contra Cunha não foram só por pressão das ruas

Votos revertidos contra Cunha não foram só por pressão das ruas

Os dois votos revertidos contra Eduardo Cunha no Conselho de Ética, que vão levá-lo à CCJ e ao plenário com alto risco de cassação, não foram motivados apenas por decisão pessoal dos deputados Tia Eron (PRB-BA) e Wladimir Costa (SD-PA) diante da esperada pressão dos eleitores.

Contam dois deputados pró-Cunha que os votos decisivos foram liberados horas antes pelos seus partidos porque o Governo Michel Temer não ‘cumpriu acordos’.

Depreende-se do caso que Temer e ministros jogaram Cunha aos leões, em prol da estabilidade do Governo. Além disso, PSDB e DEM, fechados com Michel Temer, não apoiam o presidente afastado, e votarão pela cassação no plenário.

Vale lembrar que Temer já fechou aliança com Waldir Maranhão (PP-MA), o presidente interino da Casa, sucessor de Cunha, e que deve continuar no cargo mesmo sob protestos.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Input your search keywords and press Enter.